Karl e Reich explicam

Publicado em 10 de fevereiro de 2011

Ademir Braz, assinante do blog Quaradouro, têm opinião formada sobre um dos supostos motivos que levaram o deputado estadual Sebastião Miranda (PTB) renunciar a secretaria de Obras do Estado, conforme conta o post Buraco fundo.

Comentário do jornalista:

Isso é história para boi dormir… Na verdade, Tião Miranda se acha poderoso demais, virtuoso demais, para subordinar-se a uma política planejada de qualquer governo.

Sabe por que?

É extremamente vaidoso, leviano e incapaz de planejar o que quer que seja.

Seu governo, em Marabá, de onde foi afastado duas vezes e nada significou na cabeça dele, foi caracterizadamente atrabiliário, voluntarioso, sem qualquer princípio, meio e fim.

Dê uma olhada no asfalto se esfarinhando por onde ele diz que “trabalhou”. É tudo tão inconsistente quanto sua suposta personalidade forte.

Karl Jung e Wilhelm Reich explicam isso diretinho.