Hiroshi Bogéa On line

Juvêncio, nossa saudade

Passava das 14 horas quando Juvêncio de Arruda perdia a luta contra o câncer. Por cerca de vinte dias, ele se esforçou para encarar a enfermidade de frente, com a esperança de que pelo menos uma sobrevida lhe permitisse ficar mais tempo entre nós. A doença, no entanto, atacando-lhe em vários órgãos, foi mais forte.

Juvêncio era formado em Economia, publicitário e com especialidade em Ciência Política.

Nos últimos anos, dedicou-se à edição do blog Quinta Emenda, transformando-o num dos mais lidos do Estado.

A morte de Juvêncio foi confirmada agora há pouco pelo amigo Orly Bezerra, que estava acompanhando de perto a doença de Arruda, sempre com a precupação de repassar aos demais amigos a evolução de seu estado de saúde.

Aos 54 anos de idade, Juvencio de Arruda deixa uma marca inquestionável de competência e seriedade.

Tomara, sim, agora ele tenha paz eterna.

Nossa saudade.

Post de 

16 Comentários

  1. João Salame

    14 de julho de 2009 - 22:48 - 22:48
    Reply

    Hiroshy

    Estou longe do Pará. A tristeza é maior que a distância. Sob todos os aspectos. Vamor curtir juntos este momento de dor. Para em seguida lembrarmnos com carinho o grande homem que foi o nosso Juca.
    Abnraços

    João Salame

  2. Rone Ferraz

    14 de julho de 2009 - 20:09 - 20:09
    Reply

    conhecir o Sr. Juvêncio quando ele esteve em Paragominas em 2007, boa praça, simpático e conversador, depois me tornei leitor assíduo
    do Quinta, realmente é um grande desfalque.
    Que os bons espíritos o receba.

  3. Emanuel

    14 de julho de 2009 - 19:59 - 19:59
    Reply

    Lembro do último bate papo que tive com o juca. Uma chuva fina caia na Presidente Vargas e vi o juca parado na marquise do prédio onde morava.Parei o carro e gritei , JUCA!!!!!!Ele baixou a cabeça fechando um poucos os olhos para reconhecer quem gritava de dentro do carro e abriu um sorrriso vindo de encontro.Entra ai, dissse pra ele. Juca entrou no carro e fomos bater um papo lá no boteco perto do "QUEM SÃO ELES" .Vou te apresentar a melhor gelada. Sabes que é o dono ?perguntava ele, dissse não, o próprietário veio com uma cerveja "veu de noiva".essse cara foi da ROTA de ~São Paulo,e o papo ia rolando com facilidade . O asssunto fluia na boca do Juca com sabor de simplicidade e o telefone não parava, fontes que o mantinham bem informado, ele não anotava nada, fica tudo na cabeça, e depois ele ria. Quando ele conversava o asssunto era mastigado com se estivessemos comendo umprato de iguarias. Um dia, estavamos em um restaurante japonês na Serzedeleo Correa, cheguei atrasado e o juca estava com aquekla paciência e o sorriso de sempre.Vilaça, tu dormes no formol, nunca envelheces risos. Papo vai papo vem e ele faz um protesto digno de um bom observador, no segundo andar do restaurante tem um mural com várias caricaturas de cantores. Tá faltando a cara do Walter Bandeira, eu rebati dizendo , e bem do ao lado do Nego Nelson. enquanto em tomava saquê e explicava o porque de gostar da bebida, chegou o João da Folha um amigo de paraquedismo e o papo que começou as sete e meia terminou a uma da manhã com espanto nosso, pois o garçon trouxe a conta , sem pedirmos dizendo que a casa ia fechar. Juvêncio era cheio de planos. No final do ano se aposentadoria da SEPOF e iria para a Bahia, perguntei e o blogger, respondeu rindo tmbém com os olhos, vocês vão me ar uma forcinha enquanto tomo a água de coco na praia e os risos e os assuntos ia fluindo. O JUCA não morreu, pois só morre aquele que não deixa um legado.Morre aquele que nada construiu, aquele que nunca deixou de sonhar mesmo sabendo que alguma coisa o incomodava por dentro do corpo. Morre aquele que não deixou de acreditar , mesmo no inacreditável. Até logo amigo JUVÊNCIO JUCA ARRUDA.
    EMANUEL VILLAÇA

  4. roberto ruas

    14 de julho de 2009 - 18:39 - 18:39
    Reply

    Caro Hiroshi, porque que tem quer ser assim? os enigmas divinos soltos,fazem a loteria da chegada aos dias da eternidade,atraves do seu blog,fiquei conhecendo através da net o quinta emenda,agora nos resta pedi que o titular(JUCA) DESCANSE EM PAZ……abçs

  5. Anonymous

    14 de julho de 2009 - 05:44 - 5:44
    Reply

    Saudades do Juca, com quem convivi por quase 20 anos. Em campanhas políticas, na propaganda, no jornalismo, na vida do dia-a-dia, na mesa de bar.
    Saudades da sua voz pausada, que emocionava as pessoas. E como me emocionava.
    Saudades das enormes e importantes contribuições das muitas campanhas políticas que trabalhamos juntos. Festejamos as vitórias e aprendemos muito nas derrotas.
    Saudades do papo em mesa de bar, da opinião sincera, da crítica ácida, da sugestão abalizada, do humor refinado, do carinho permanente.
    Saudades do blog inteligente, crítico e verdadeiro, uma referência da blogosfera paraense, que se tornou hábito para milhares de pessoas.
    Saudades da segunda feira, exatamente há sete dias, quando nos despedimos por quase quatro horas, numa conversa que jamais esquecerei.
    Saudades do amigo que aprendi a gostar, admirar e a respeitar.

    Orly Bezerra –

  6. Zé Dudu

    14 de julho de 2009 - 04:18 - 4:18
    Reply

    A morte física nos abala, apesar de conhecermos a difícil luta que Juvêncio de Arruda travava contra o câncer.

    Ele nos abalou em vida através do 5Emenda, fazendo parecer que fazer jornalismo sério e responsável é muito fácil.

    Apesar de não o conhecer pessoalmente, me solidarizo com você Hiroshi e com todos, que como eu, aprenderam a respeitá-lo acompanhando-o pelo blog. Realmente já estava difícil não vê-lo atualizado todos os dias, restava a esperança e a torcida para o breve regresso. Infelizmente Deus assim escolheu. Que descanse em paz, enfim.

  7. Waldyr Silva

    14 de julho de 2009 - 02:03 - 2:03
    Reply

    A perda irreparável de "Juva" deixa uma lacuna enorme no jornalismo do Pará.
    Descanse em paz, companheiro!

  8. telmachristiane

    14 de julho de 2009 - 00:19 - 0:19
    Reply

    Que tristeza Hiroshi.

  9. Anonymous

    13 de julho de 2009 - 22:20 - 22:20
    Reply

    É uma pena, fará muita falta para quem deseja noticias verdadeiras para termos um Pará e um Brasíl melhor, que Deus possa reconheça os seus merítos e o conduza a um lugar melhor.

  10. Hiroshi Bogéa

    13 de julho de 2009 - 21:59 - 21:59
    Reply

    Alencar, Juva sempre viverá.

  11. Hiroshi Bogéa

    13 de julho de 2009 - 21:58 - 21:58
    Reply

    Alcilene, todos estamos profudamente sentidos. Ele já está fazendo falta. Não me acostumei ainda com a imagem do Quinta Emenda sem atualização. Parace que falta um órgão na engrenagem da blogosfera. Abs

  12. Alcilene Cavalcante

    13 de julho de 2009 - 19:46 - 19:46
    Reply

    Pôxa, fiquei muito trsite ao saber que Juca nos deixa.

  13. Cabelo Seco

    13 de julho de 2009 - 19:44 - 19:44
    Reply

    é uma pena

  14. JOSÉ DE ALENCAR

    13 de julho de 2009 - 19:35 - 19:35
    Reply

    Meu caro Hiroshi.

    Juvêncio venceu a morte ao viver e lutar até o fim.

    Juvêncio vive!
    Viva Juvêncio!

  15. Anonymous

    13 de julho de 2009 - 19:31 - 19:31
    Reply

    Deus acompanhe Juvencio. Ele nos honrou em ser paraense e manter um blog à altura de sua coragem. Marta Lima

  16. Anonymous

    13 de julho de 2009 - 19:03 - 19:03
    Reply

    O jornalismo paraense perde uma das grandes personalidades da área, Juvêncio com certeza fará falta com seus furos de informações e opiniões sobre os diversos assuntos políticos…
    Que Deus lhe conceda o descanso eterno …

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *