Hiroshi Bogéa On line

Justiça Federal rejeita defesa de Jader

 

 

A Justiça Federal do Tocantins rejeitou, nesta quinta-feira (12), os embargos de declaração apresentados pelos réus condenados em primeira instância pela apropriação ilícita de verbas públicas federais do programa Finam da antiga Sudam (Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia). Entre os 11 condenados está o senador Jader Barbalho(PMDB-PA). No último dia 4 de julho, o parlamentar havia sido condenado ao ressarcimento à União no valor de R$ 2.227.316,65.

Após análise dos autos, o juiz federal substituto da 2ª Vara da Seção Judiciária do Tocantins, Ubiratan Cruz Rodrigues, negou os recursos apresentados e manteve as condenações em primeira instância. “Os embargantes ao alegarem que há contradição na sentença, em verdade, objetivam um novo julgamento da causa”, mencionou na fundamentação da decisão o juiz.

A defesa dos condenados agora tem um novo prazo para recorrer da sentença. Esses recursos sejam julgados, em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 1º Região, em Brasília.

Caso não seja apresentada defesa, a sentença transitará em julgado e será cumprida.

Post de 

1 Comentário

  1. Luis Sergio Anders Cavalcante

    14 de setembro de 2013 - 05:35 - 5:35
    Reply

    Hiro, a exemplo do “Mensalão”, a “nossa” Justiça carece de credibilidade. Os recursos protelatórios, o próprio tempo que passa, além da promiscuidade em comum Jáder e outros figurões, terminará, infelizmente, favorecendo à eles, e então, mais uma pizza nos será servida. Ano que vem(2014) será ano de eleição. Ninguem acusará nem condenará ninguem, Isso não interessa à eles. Caso não tenhamos opção de uma terceira via para o governo do estado, já penso em anular meu voto. Em 14.09.13, Mba.-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *