Justiça ao avesso

Publicado em 15 de outubro de 2008

Sucessivos conflitos entre promotores e Judiciário, em Marabá, levaram o presidente da Associação dos Membros do Ministério Público ao município. César Mattar Jr. chega em boa hora.

Quem assistiu ao embate de juiz e promotor durante a ultima sessão do Tribunal do Júri que inocentou o principal acusado de ter matado um despachante do DETRAN de Marabá, saiu do fórum com a forte convicção de que a animosidade entre os dois segmentos está mais para ferrenhos inimigos comuns.

Expressões torpes, acusações levianas e comportamentos incompatíveis para togados, tomaram conta da sessão, transformando-a num verdadeiro festival de baixarias patrocinada pelos dois contendores, Juiz e Promotor.

Dizem que o réu teve comportamento mais republicano.

Pior: ninguém na imprensa local teve o simples trabalho de reproduzir as intempéries verbais construídas pelas principais autoridades do Tribunal de Júri.

E nem a Seção OAB-Marabá se manifestou.