Hiroshi Bogéa On line

Julgamento de Vavá Mutran adiado, outra vez

 

A promotora Vânia Fortes Bitar acatou o pedido de habeas corpus dos advogados de Vavá Mutran, sob alegação de insanidade mental, e suspendeu o julgamento dele que estava marcado para ocorrer hoje, dia 9, em Belém..

Não há previsão de quando e se haverá julgamento. É preciso, primeiro, que o habeas corpus seja confirmado ou não pelo TJE.

Vavá é acusado do assassinato do menino David Ferreira de Abreu, crime que ocorreu em 2002, e prescreve em menos de um ano.

Post de 

4 Comentários

  1. Gilvandro Oliveira

    9 de junho de 2011 - 09:56 - 9:56
    Reply

    Hiroshi,

    Me parece que atual situação do Sr. Vavá Mutran(86 anos), hoje, é muito pior do que se ele estivesse preso pagando pelo seu crime.

    O que se houve falar é que o mesmo vive numa grande solidão para não dizer solitária, não recebe visitas e os “amigos” se afastaram totalmente.

    Um recado para o deselegante e crítico Luis Sergio Anders Cavalcante, será de bom alvitre que revejas o teu português no quesito acentuação, as palavras “judiciario” (judiciário) e “continuismo” (continuísmo) que você utilizou no seu comentário acima, são acentuadas.

    Um abraço.

  2. ANONIMO

    9 de junho de 2011 - 07:51 - 7:51
    Reply

    Não tenho procuração p/defender Vavá ,que sequer conheço pessoalmente,mas ,pessoas comentam se posicionando contra a decisão da promotoria mas,se o réu é considerado insano,pela lei,não pode ser lavado à julgamento(é isso mesmo?),então,não tem nada de ilegal,tá tudo certo,uai ? Os comentaristas podem opinar contrariamente,tudo bem,é apenas opinião pessoal,mas não podem achar que está havendo injustiça,não cabe aos comentaristas essa decisão.

  3. Virgilio Ribeiro

    8 de junho de 2011 - 22:01 - 22:01
    Reply

    Justiça tardia, o resultado, seja qual for, é sempre injustiça.

  4. Luis Sergio Anders Cavalcante

    8 de junho de 2011 - 21:42 - 21:42
    Reply

    É a danosa contribuição do Judiciario paraense para o continuismo da impunidade. O processo simplesmente vai prescrever. Em 08.06.11, Marabá-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *