Hiroshi Bogéa On line

Juíza Aldecy determina retorno de Maurino à Prefeitura

 

 

Conforme se especulava ontem à  tarde no Fórum, a  juíza da 3a Vara de Marabá, Maria  Aldecy de Souza Pissolati, atendeu ao pedido de efeito suspensivo protocolado  pelo advogado de Maurino Magalhães, determinando o seu imediato retorno ao cargo.

O  Agravo de Instrumento  foi reconhecido pela magistrada, que desconsiderou a decisão do juiz César Lins de afastar o prefeito do cargo   por improbidade administrativa.

O até agora prefeito Nagib Mutran Neto deverá ser notificado por todo o dia de hoje da decisão de Maria Aldecy,  retornando, com a medida,  o cargo  a Maurino.

 

Post de 

14 Comentários

  1. silva

    7 de novembro de 2012 - 21:47 - 21:47
    Reply

    vc tem que mostrar nossas indignaçoes,hiroshi para o povo marabaense

    • Hiroshi Bogéa

      7 de novembro de 2012 - 22:14 - 22:14
      Reply

      Mostrar a indignação, sim, mas dentro de parâmetros razoáveis. Tem blog por aí que aceita tudo, toda malesêima mesmo. E estão de portas abertas para receber quem é moderado aqui.

  2. silva

    7 de novembro de 2012 - 21:45 - 21:45
    Reply

    vc tem que mostrar nossas indignaçoes,hiroshi

  3. silva

    7 de novembro de 2012 - 21:29 - 21:29
    Reply

    o povo marabaense tem que ser ferrar mesmo,em nao fazer e manifestar á nada,isso e um absurdo esse prefeito e sua corja mde corruptos voltar a prefeitura e ninguem fazer nada e o pior que anda rodeados de pastores tambem sera que sao da mesma laia,isso me revolta marabaenses,se esperta povo.

  4. anonimo

    7 de novembro de 2012 - 14:13 - 14:13
    Reply

    Belo exemplo altamira que acabou de eleger juvenil. o detalhe é que os marabaense não acredita nessas manifestações já cansou cansou de ser massa de manobra e tropa de choque de político .

  5. Claudia

    7 de novembro de 2012 - 09:27 - 9:27
    Reply

    Caro Francisco, há tempo me faço essa pergunta: aonde está a sociedade civil organizada de Marabá????? A cidade está na bacarrota e as pessoas vão e vem como se nada acontcesse e nehuma repercussão tivesse o rombo de mais de 110 milhões de reais nas contas do município. Isso só reforça o que um dia ouvi de um colega : MARABÁ É COLÔNIA DE EXPLORAÇÃO!!!! Ninguém se importa com ela!!!. Esse povo precisa adotar o exemplo de Altamira, cidade onde os movimentos sociais impõe respeito em razão da participação ativa em tudo o que acontece!!!

  6. Fernanda Vasconcelos

    7 de novembro de 2012 - 00:30 - 0:30
    Reply

    Brincadeira mesmo a decisão dessa Juíza. É por essa e por outras que o Judiciário paraense é mal falado. Esperamos que essa magistrada tenha a resposta que merece. Perdeu a oportunidade de contribuir para o engrandecimento do próprio Judiciário e também para livrar Marabá dessa corja. Igualmente em Canaã dos Carajás, o MM. Juiz afastou o velho prefeito corrupto ANUAR ALVES, mas o Tribunal de Justiça reconduziu-o. Pelo menos foi em grau de recurso, mas dessa vez essa Juíza pisou feio na bola, e merece receber a reprimenda do CNJ.

  7. Francisco Salvador BezerraAlves

    6 de novembro de 2012 - 23:34 - 23:34
    Reply

    Por isso que na campanha da então criação do Estado do Carajás, o povo do Norte dizia que nós do Sul e Sudeste do Estado são um “Bando de Forasteiros Capitalistas, será que eles tem razão. Pobre Marabá.

  8. Francisco Salvador BezerraAlves

    6 de novembro de 2012 - 23:29 - 23:29
    Reply

    Aonde está as ONGS, Associações de Bairros, Sindicatos de classes, União dos estudantes, Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos, OAB, Associação Médica de Marabá, Conselho de Pastores, Pastoral da Igreja Católica, Rotary Clube, etc etc etc.
    Existem sociedade organizada nesta cidade? Pobre Marabá.

  9. Anonimo

    6 de novembro de 2012 - 17:19 - 17:19
    Reply

    É um absurdo total Marabá ter que aguentar o Maurino ainda mais. Será que as cartas já estavam marcadas? Como é que ele e sua trupe tinham tanta certeza de que com a volta desta juíza ele retornaria ao cargo? Agora para o circo ser armado de vez só falta os “irmãos” armarem o circo, ops, a tenda, na porta da prefeitura para a realização de um culto de ação de graças, onde todos vão ficar usando o nome de Deus em vão para agradecer a volta do injustiçado e perseguido, Maurino… é muita palhaçada para uma cidade só.
    Onde é que a nossa cidade vai parar desse jeito? Neste governo muitas pessoas tiveram seus nomes expostos em situações bem constrangedoras, como é o caso do nosso vice-prefeito, o secretário de saúde e de tantas outras pessoas de bem que infelizmente passaram por essa gestão atrapalhada, mas que deve estar furioso mesmo é Deus. Tenho certeza que em nenhum lugar do mundo o seu nome foi tão mal usado. Esses evangélicos que estão aí se escondem atras da religião e de um deus, que eu tenho certeza que mais cedo ou mais trade vai honrar o seu nome e dar o devido castigo pra todos eles.

  10. Anonimo

    6 de novembro de 2012 - 16:55 - 16:55
    Reply

    Gostei Maurino mostra que voce e que nem vara de marmelo curva-se mas não se quebra.
    Volta e desmascara os protecnicos que estão no poder.

  11. anonimo

    6 de novembro de 2012 - 14:08 - 14:08
    Reply

    Essa aí sim deveria ser levada ao Cnj .

  12. Ulisses Silva Maia

    6 de novembro de 2012 - 13:48 - 13:48
    Reply

    Hiroshi, há uma informação que precisa ser corrigida:

    Quem é Juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Marabá é o Dr. César Lins. A Dra. Maria Aldecy é Juíza titular da 3ª Vara Cível, também chamada de Vara da Fazenda Pública. Portanto, ela não é juíza da 1ª Vara Cível. O Dr. César Lins sim, que é da 1ª Vara Cível, estava respondendo pela 3ª Vara Cível.

    • Hiroshi Bogéa

      6 de novembro de 2012 - 13:58 - 13:58
      Reply

      Tens razão, Ulisses. Corrigido. Obrigado.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *