Juiz determina multa pessoal a prefeito que descuida do abrigo de crianças e adolescentes

Ao dar um prazo de 30 dias para a Prefeitura de Prainha, no Oeste do Pará, melhorar a estrutura precária que hoje se encontra o abrigo de crianças e adolescentes do município, o juiz  da comarca Wallace Carneiro Sousa inovou.

Na hipótese de descumprimento de sua decisão, o magistrado  determina uma multa pessoal ao prefeito do município,  Davi Xavier (MDB),   “e mira o salário pago pelos cofres públicos ao emedebista”, conforme conta o jornalista Jeso Carneiro, de Santarém,

“Autorizo o desconto em folha do subsídio do Prefeito Municipal de Prainha, a cada 30 dias decorridos de descumprimento, limitando-se o desconto a 30% (trinta por cento) do subsídio mensal”, detalhou o magistrado.

O prefeito já foi notificado da decisão, e o prazo está correndo.