Jogando a rede

Publicado em 14 de fevereiro de 2011

Asdrubal Bentes (PMDB), titular da Secretaria  de Pesca e Aquicultura, destrinçou algumas ideias para tocar a Sepesq, em rápido bate papo com o poster.

A principal é envolver assentamentos, entidades sociais, sindicatos e associações no projeto de universalização do criatório de pescados, por todo o Estado.

Ele voltou a repetir frase que já havia dito em entrevista à Rádio Clube  (“Peixe é para ficar nos rios”), numa alusão preservacionista, garantindo haver potencialidades no imenso território paraense para se buscar consumo do pescado nos criatórios particulares.

Estribado na amizade que fez  com a  ministra da Pesca e Aquicultura, Ideli Salvati (PT), quando ambos atuaram na CPMI dos Correios, Asdrubal Bentes pretende fazer plantão em Brasília para obter recursos federais aos projetos de criação de peixe em tanque rede.