Hiroshi Bogéa On line

Jogando a rede

Asdrubal Bentes (PMDB), titular da Secretaria  de Pesca e Aquicultura, destrinçou algumas ideias para tocar a Sepesq, em rápido bate papo com o poster.

A principal é envolver assentamentos, entidades sociais, sindicatos e associações no projeto de universalização do criatório de pescados, por todo o Estado.

Ele voltou a repetir frase que já havia dito em entrevista à Rádio Clube  (“Peixe é para ficar nos rios”), numa alusão preservacionista, garantindo haver potencialidades no imenso território paraense para se buscar consumo do pescado nos criatórios particulares.

Estribado na amizade que fez  com a  ministra da Pesca e Aquicultura, Ideli Salvati (PT), quando ambos atuaram na CPMI dos Correios, Asdrubal Bentes pretende fazer plantão em Brasília para obter recursos federais aos projetos de criação de peixe em tanque rede.

Post de 

1 Comentário

  1. Quaradouro

    15 de fevereiro de 2011 - 07:22 - 7:22
    Reply

    Se "peixe é pra ficar no rio", por que deputado federal não fica na Câmara dos Deputados? E porque governador vive pescando, se peixe e pra ficar no rio?
    Anda tudo muito estranho e esotérico neste estado…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *