João Chamon deixa a Secretaria Regional de Governo para disputar Câmara Federal pelo PTB

Na tarde desta sexta-feira,1, o ex-prefeito de Curionópolis e ex-vereador de Marabá João Chamon Neto, pai do deputado estadual Wenderson Chamon (MDB),  anunciou seu desligamento da Secretaria Regional de Governo, com sede em Marabá,  desincompatibilizando-se do cargo, e ingresso no PTB.

É por essa legenda que ele disputará uma vaga de deputado federal, na eleição de outubro.

Chamon, até então, era do MDB.

O PTB avalia a possibilidade de eleger três deputados federais, um na chamada “sobra”-  baseada na filiação do ex-deputado estadual Márcio Miranda, que também assinou filiação na legenda e na confirmada tentativa de reeleição do deputado federal Paulo Bengston, que é apoiado por uma ala de igrejas evangélicas no Estado.

Em recente pesquisa realizada pelo governo do Estado, Márcio Miranda é citado por 15% dos eleitores, caso saísse candidato ao governo.

E recebeu 16% de tendência do eleitor se brigasse por uma vaga ao Senado.

Chamon falou com o blogueiro dizendo-se otimista,  e que vai entrar na disputa a pedido do governador Helder Barbalho.

“Fui intimado a disputar a eleição, e não poderia jamais negar meu apoio a pedido do governador”, disse Chamon.