Jatene topa discutir redivisão territorial desde que o tema seja proposto pela União

Publicado em 28 de julho de 2014

 

A  entrevista do candidato ao governo Simão Jatene (PSDB), concedida semana passada aos blogueiros Jeso Carneiro, do Oeste do Pará;  Mari Tupiassú, de Belém;  e Hiroshi Bogéa, Sul/Sudeste – resultou numa inteligente sacada dos coordenadores da campanha do tucano destinada a disponibilizar o candidato a discutir temas polêmicos como Estado de Carajás, declaração do imposto de renda de Jatene, o chamado “Caso Cerpasa”, além de questões administrativas da área de saúde e educação.

Ao ser indagado se toparia participar da entrevista, o poster concordou, desde que a mesma não fosse blindada com pré-pautas (*) e não tivesse regras destinadas a limitar o tempo de perguntas nem de seus desdobramentos.

E dessa forma o debate se estabeleceu,  tendo como consequência, entrevista de duas horas, sem cortes nem edições.

Ao ser lembrado por este bogueiro de que o tema divisão do Pará estará sempre na pauta das populações residentes nas regiões Sul e Oeste do Estado, o governador recandidato disse que se um dia a União disponibilizasse interesse em propor um novo mapa geográfico  ao país, ele “toparia discutir o tema”.

Conforme anunciado aqui no blog,  reproduzimos a íntegra da entrevista.

 

(*) – condição na qual o entrevistador participa de debate sem adiantar os temas que serão abordados na entrevista.