Hiroshi Bogéa On line

Jatene recebe pequenos e micro empresários

 

 

Comissão de empresários de pequenas e micro empresas foi recebida, nessa quarta-feira, 30, pelo governador Simão Jatene.

Durante audiência, marabaenses  entregaram ao governo do Estado algumas reivindicações, que ficaram de ser analisadas.

Caravana foi organizada pela diretoria da Apeme  – Associação dos Pequenos e Microempresários de Marabá.

 

————————

Atualização às 13:09

No Palácio dos Despachos, Simão Jatene recebe comitiva de Marabá formada por diretores da Apeme, que conseguiram a audiência através da interveniência do deputado federal Wandenkolk Gonçalves (PSDB).

 

Post de 

14 Comentários

  1. averdade

    4 de junho de 2012 - 00:34 - 0:34
    Reply

    averdade vou explicar pra vçs, o governador do não, não tem coragem de vim em marabá, e estes senhores ai desta foto acima muito deles são pré candidatos a vereadores ai entao esta historias de associaçao e que ta indo buscar beneficio e tal e pra ver se cola uma candidatura pra vereador ! rsrrs mais se juntar todos nao faz nem meio vereador ! rsrsrrs

  2. Pedro Tavares

    1 de junho de 2012 - 19:41 - 19:41
    Reply

    Eu moro na Liberdade e a convite da Lia participei de algumas reuniões da APEME, conheci o pessoal da diretoria, inclusite esse Sr. Alberto Santis, gente boa pra caramba. Gostei da idéias dos caras, qual o problema em existir duas associações? uma cuida dos empresarios grande a outra cuida dos empresarios pequenos.

  3. Eduardo

    1 de junho de 2012 - 18:18 - 18:18
    Reply

    A APEME, veio para contribuir e não para dividir, trata-se de uma associação seria na qual a mesma não precisa criticar outras associações para se destacar ou se promover. Está de parabens a APEME, pois Marabá esta passando por grandes mudanças e é importante ter uma associação que se preocupa com os pequenos e meios empresarios. Com relação ao nosso amigo que fez um comentário a respeito do cartorio, gente, cartorio protesta titulos de quem não paga, e isso não é uma descisão do Alberto Santis, vamos estudar lei… Moro em Marabá a mais de 30 anos, conheco um pouco da historia do Tabelião Alberto Santis, que é uma pessoa de grande índole e respeitado por todos nesta cidade, isso se comprova pelo mesmo ter conquistado seu espaço e ter se tornado um grande gestor e empresario. Agora não vamos confundir as coisas, este blog esta aberto para livre expressao, porém vamos focar, a intensão não é dizer quem é quem,. mas sim que ambos se juntem e lute pelo bem de todos. E é isso que a APEME busca, o bem e crescimento de todos.

    • Hiroshi Bogéa

      2 de junho de 2012 - 08:32 - 8:32
      Reply

      Comentaristas que aproveitaram a publicação do post sobre a reunião em Belém (representantes da Apeme com o governo do Estado), para destilar fel e impropriedades de variados tipos: a partir deste momento, o blog não permitirá o uso do espaço para ataques pessoais e desqualificação desta ou aquela entidade civil. Toda associação de classe merece respeito, já que ela representa a sociedade. Portanto, a partir de agora, qualquer comentário que venha estimular bizantinismos, será deletado.

  4. Maria Julia

    1 de junho de 2012 - 18:07 - 18:07
    Reply

    Gostaria de manifestar a minha opinião dizendo a estes senhores, que criticam e denigrem a imagem de pessoas que buscam e dedicam um tempo de suas vidas para se dedicar a nossa cidade; estas pessoas são concerteza aqueles q simplesmente se deitam no sofá e ficam esperando as pessoas tomarem decisões por elas. Vc q está criticando a Apeme, levante-se e faça melhor, levante-se e traga então propostas melhores. E especialmente me dirigo ao Sr° SEM VERGONHA, que postou um comnetário criticando a presença de um sr° que faz muito pela cidadania nesta cidade, um sr° que acima de tudo tem responsabilidades para cumprir com os cidadãos da nossa cidade. Portanto sr° SEM VERGONHA, não vejo nesta cidade pessoa melhor para representar esta associação como o Srº Alberto Santis.

  5. livio dos santos queiroz

    1 de junho de 2012 - 18:04 - 18:04
    Reply

    De concreto trucemos um estudo de reduçao de impostos para equipamentos para modernizaçao de pequenas empresas e um pre cadastro dos micro empresarios para participar das licitaçoes e carta convite para obras do governo do estado.E e assim que tudo inicia com coversas e nao podemos nos dar o luxo de excluir o governo do estado afinal de contas Maraba nao esta com economia boa das pernas.

  6. Alberto Santis

    1 de junho de 2012 - 15:04 - 15:04
    Reply

    Primeiramente gostaria de dizer que eu não sou a APEME. Existem outras pessoas que fazem parte dessa associacao, que apenas exige o direito de existir, e para isso conta com pessoas bem intencionadas que querem fazer algo de bom por esta cidade. Isso não significa dizer que a outra associacao não faz isso. Não queremos comprar briga nem estabelecer competição com ninguém. Particularmente, sempre tratei a todos com muito respeito, e gostaria que me tratassem da mesma forma. As pessoas que se escondem no anonimato para tentar me atingir não merecem o meu respeito. Pediria que não façam isso. Eu nunca precisei me esconder para dizer o que penso. Talvez seja este o meu maior pecado. A APEME não quer tirar nada de ninguém, pois entende que Marabá pertence a todos, e devemos trabalhar juntos para construir uma cidade melhor para nossos filhos. Quanto a reunião com o governador, trouxemos sim algo muito importante para nos, que foi o reconhecimento de nossa associacao. Entregamos ao Governador uma lista com reivindicações que ao nosso ver irão trazer benefícios para nossa cidade. Como podem ver a A APEME não foi pedir ao Governador que prejudique Marabá, portanto não entendo porque manifestação do tipo feita por pessoas que se escondem no anonimato. Quem serão essas pessoas?. Respeito a opinião de todos e não fujo do debate. As pessoas que são contra a existência da APEME fica o convite ao debate. Me mostrem porque ela não deve existir, que dependendo dos seus argumentos, quem sabe, talvez você tenha razão, mais para que isso aconteça torna-se necessários que primeiramente mostrem a cara e ARGUMENTOS convincentes, nao apenas manifestação preconceituosa. Enquanto isso não ocorre, respeitem o direito dos micro empresários se organizarem, pois caso contrario é como se vc dissesse que o pequeno comerciante não tem o direito de existir, e isso só Deus pode impedir. Um grande abraço a todos, inclusive aos anonimos.

  7. Flavio Gualhardo para o sem vergonha

    1 de junho de 2012 - 14:34 - 14:34
    Reply

    O cartorio so protesta quem nao paga suas contas, acho que isso qualquer idiota entende. Ainda nao entendi porque tanto barulho contra a existencia de outra associacao. Ou sera medo? Tenho comerfcio no bairro Laranjeiras e pelo que conheco do Albertinho ele nao quer ser lider de nada. Fala besteira quem nao o conhece. O que ouvi dele foi a vontade sincera de fazer algo pelo pequeno empresario de Maraba, mais pessoas iguais ao sem vergonha 1 que faz um comentario cheio de preconceito nao vai entender isso nunca. Conheco o Albertinho como conheci o seu pai, e sei do trabalho social que ele sempre fez por esta cidade. posso afirmar que o maior defeito que ele tem e ser sincero demais, e isso incomoda as pessoas. Nunca ouvi, ou soube que ele falou mal de qualquer empresario ou lideranca local, nem mesmo de pessoas ligadas a outra associacao, que todos reconhecemos que fez, e faz um bom trabalho, so que o direito de criar outra associacao e legitimo a qualquer um. Acho que tudo isso se resume numa palavra. CIUME. Se “esse pessoal” nao significa nada porque tanto barulho gente? porque se incomodar com eles? Pra finalizar quero parabenizar o pessoal da APEME e dizer que comentarios maldosos com certeza virao, pois na opiniao de uma minoria (gracas a Deus) as coisas devem ficar como sempre foram, o que nao e bom para Maraba. Preconceito. PURO PRECONCEITO. Faco essa comentario de livre vontade pois num momento muito dificil de minha vida ele me ajudou, assim como sei que ele ajudou e ajuda muitas pessoas, e muito provavelmente ja ajudou quem fica no anonimato para falar mal dele por pura vergonha.

  8. Sem Vergonha

    1 de junho de 2012 - 09:22 - 9:22
    Reply

    O Alberto Santis Filho representando os microempresarios? Serio?
    Ainda nao entendi. O cara é o representante dos massacradores dos micro e pequeno empresarios de Marabá e tem um cartorio de protestos que detonam estes caras.

    Acho que está havendo um engano Hiroshi. Isto acontece mesmo em Marabá?

    Se for verdade é o maior mico de todos os tempos.

    “A mao que afaga é a mesma que estrangula”

  9. anonimo

    31 de maio de 2012 - 22:11 - 22:11
    Reply

    Parabéns a toda equipe que compõe a APEME, principalmente o Alberto Santis, o grande idealizador deste projeto, que ha muito vem engatinhando, buscando forças para se colocar de pé. Agora chegou a sua vez. O Governador Simão Jatene tem grandes projetos a serem desenvolvidos em parceria com a APEME, que trará grandes beneficios a todos os micros e pequenos empresários, que a muito foram esquecidos, pela classe elitizada que representa o grande empresariado de Marabá.
    Parabens Governador, parabéns Alberto Santis e equipe, parabéns APEME.

  10. Cristovam Neto

    31 de maio de 2012 - 21:21 - 21:21
    Reply

    Gente, essa turma, deve ter ouvido muita lorota do Simão Preguiça

  11. anonimo

    31 de maio de 2012 - 19:17 - 19:17
    Reply

    É brincadeira um negócio desse olha essas figuras aí dizendo que representa a gente sou micro empresário e nunca vi um desse.bem q podiam trazer o jatene aqui pra ele sentir como anda nosso nível de satisfação com o nosso governador .

  12. Anônimo

    31 de maio de 2012 - 14:38 - 14:38
    Reply

    Você poderia usar o termo de outra forma, mais respeitosa, claro: empresários de micro e pequenas empresas.

  13. Ney Augusto Cury

    31 de maio de 2012 - 14:26 - 14:26
    Reply

    Reunião qualquer um faz. Principalmente o Jatene que acha que a ACIM está de portas fechadas para ele. Mas uma perguntinha senvergonha: o que de concreto o pessoal da APEME trouxe dessa reunião?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *