Hiroshi Bogéa On line

Jatene diz que família Barbalho “está com medo de perder de novo”

                               – “Quem tem que explicar envolvimento na Lava Jato são eles: quem tem que explicar o enriquecimento ilícito são eles. Passei 12 anos à frente dos destinos do Pará e não tenho jornal, emissoras de rádio e televisão.”

O desabafo foi feito esta noite pelo governador Simão Jatene (PSDB), que conclamou o povo paraense a marchar unido para garantir a vitória de Marcio Miranda no segundo turno eleitoral contra Helder Barbalho (MDB), dia 28 de outubro.

Emocionado, Simão Jatene denunciou a “sórdida manipulação da opinião pública” com a divulgação de pesquisa mostrando que o candidato Barbalho teria 54% dos votos válidos e venceria a disputa já no primeiro turno.

“Foi a vitória das pessoas de bem deste Estado contra a arrogância e a prepotência”, afirmou, referindo-se à performance do candidato da coligação O Pará em boas mãos, Marcio Miranda, que passou para o segundo turno com mais de 30% dos votos validos, contra todos os prognósticos contrários.

Simão Jatene também atacou a repetição da mentira inventada pelo jornal da família Barbalho, de que Marcio Miranda teria se aposentado de forma irregular. Inventara a estória de uma aposentadoria mal arranjada, tentando arrastar todo mundo para a lama onde eles estão, mas a farsa foi desmontada”, garantiu. Para o governador, o segundo turno é uma nova eleição, um confronto de propostas, de um candidato ficha limpa contra um outro candidato relacionado com malfeitos investigados pela Operação Lava Jato. “Agora chegou a hora de comparar e escolher”, disse Jatene, lembrando que os bandidos estão do lado de lá.”

“Este Barbalho que está aí, que vai se especializar em ser candidato a governador do Pará, perdeu em 2014”, lembrou.

Simão Jatene recordou que no primeiro turno eleitoral em 2014 Helder Barbalho venceu o primeiro turno com 49% dos votos, mas no segundo turno, derrotado, teve apenas 48% e sua votação inclusive diminuiu. O governador também criticou o fato de o Helder Barbalho ter saído do colo de Dilma Rousseff – de onde foi ministro dos Portos – direto para o colo de Michel Temer, depois do impeachment da presidente petista, para ser ministro da Integração Nacional.

“Eles estão com medo”, afirmou Simão Jatene. “Vão perder, mais uma vez”, concluiu. (Site Amazônia Notícias)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *