Itamar quer colocar Canaã dos Carajás em ordem

 

Canaã dos Carajás – Os  maiores buracos não estão  nas ruas de Canaã dos Carajás, e sim dentro da prefeitura.

A avaliação é do prefeito Itamar Francisco, vice-prefeito elevado à condição de titular do cargo depois do afastamento de Anuar Alves, cassado pela justiça sob suspeita de desvio de verbas e improbidade administrativa relacionado ao contrato com a empresa Construtora Meio Norte. Ele fez o desabafo ao se reunir, em seu gabinete,  com uma comissão suprapartidária que foi lhe oferecer apoio durante o período em que o gestor permanecer à frente da prefeitura, inicialmente estipulado pela Justiça de 60 dias.

Informação prestada por um dos participantes do encontro dá conta de que Itamar Francisco está disposto a colocar ordem na casa, mas fragilizado diante da situação de instabilidade  política do município. Empossado sob um pedido de liminar impetrado pelo Ministério Púbico, o prefeito não sabe o tempo exato de sua permanência na função – por isso as dificuldades para tomar decisões de caráter administrativo.

Ao grupo suprapartidário, o médico já visualizou, aparentemente, que a prefeitura está totalmente saqueada e devendo milhões. ‘“Quem perde não é só o povo, são os fornecedores, os servidores e os prestadores de serviços”, afirmou ele, com a suspeita inicial de que o município tem débitos com fornecedores que já ultrapassam três meses, além de serviços cortados, como o abastecimento de combustível para colocar a máquina em andamento.

Projetos e alianças–  Itamar Francisco afirmou que se permanecer até o final do mandato, pretende concluir obras importantes, inclusive fazer gestões para definir a compra de uma  área para destiná-la a novo cemitério da cidade.

O prefeito garantiu  que em sua gestão “tudo será realizado na mais pura clareza conforme manda a lei, com licitações e prestações de conta perante a sociedade”.

Durante reunião, a comissão cobrou de Francisco medidas cabíveis em relação às secretarias de governo, no sentido de que não é recomendável a manutenção de nenhum integrante da administração de Anuar Alves à frente dos órgãos públicos, “sob pena de não valerem nada todo esforço voltado à moralização da gestão pública”, conforme disse um dos participantes.

Itamar Francisco ouviu as ponderações sem fazer comentários, deixando claro, no entanto, que o desafio em administrar uma prefeitura nas condições como se encontra a de Canaã dos Carajás, é um dos maiores da sua vida.

Na cidade, o clima é de apoio quase que completo ao novo prefeito, num leque de solidariedade que reúne não apenas partidos políticos, mas lideranças comunitárias, sindicais a patronais, que é a quem Itamar Francisco tem recorrido na fase de tomadas de decisões para a difícil empreitada.

“Itamar reconhece que se encontra numa conjuntura incerta e que não sabe o que vai acontecer nesta semana, pois acredita que Anuar recorreu na instancia maior e se julgarem desfavorável seu afastamento, ele retoma o cargo de prefeito”, disse um dos líderes partidários reunidos no gabinete do prefeito. (Maria Julinha de Adelaide, de Canaã dos Carajás)