Instituto acertar divulga primeira pesquisa na pré-campanha eleitoral de Marabá

 

O Instituto Acertar, de Belém, liberou na manhã desta sexta-feira, 5, a primeira pesquisa realizada no período pré-eleitoral de Marabá.

Registrada no TRE sob número  PA-01280/2016, a pesquisa foi realizada no período de 29 a 31 de julho, com margem de erro de 4% sobre os resultados gerais da pesquisa,

Foram entrevistadas 636 pessoas.

A pesquisa foi contratada em Belém por  Santos & Santos Advogados Associados, que tem como um dos sócios o advogado Mauro Santos.

A seguir, Pesquisa Espontânea, com índices de rejeição dos candidatos.

Acertar 1

 

Na primeira simulação, com a apresentação de um cartão circular com o nome de todos os possíveis pré-candidatos a prefeito de Marabá, Tião Miranda obteria 49,3% da preferência dos eleitores, contra 9,3% de Dr. Manoel Veloso, 6,2% de João Salame, 5,7% de Jorge Bichara e 5,2% de Pastora Suely. Seguidos de Zefera com intenção de voto de 3,8%, Dr. Adailton 3,1 e de Toni Cunha com 2,1%. Os votos brancos e nulos somariam 6,6% e 8,5% encontram-se indecisos.

Acertar 2

 

Em um segundo cenário testado, levando em conta a hipótese da saída de Tião Miranda e João Salame, os resultados demonstram que teríamos variações significativas em relação ao que foi apresentado no cenário I.

Neste caso, o pré-candidato Dr. Manoel Veloso obteria 20,7% da preferência dos eleitores (+11,4 pp em relação ao índice obtido no cenário I) contra 10,2% dos que preferem Jorge Bichara (+4,5 pp em relação ao índice obtido no cenário I), 8,4% de Pastora Suely (+3,2 pp em relação ao índice obtido no cenário I), 8,2% de Dr. Adailton (+5,1 pp em relação ao índice obtido no cenário I), 5,7% de Zefera (+1,9 pp em relação ao índice obtido no cenário I) e 4,4% de Toni Cunha (+2,3 pp em relação ao índice obtido no cenário I).

Os dados demonstram, para este cenário, que 21,6% dos eleitores votariam branco/nulo e 20,8% responderam que estão indecisos.

Para este terceiro cenário, justifica-se o elevado índice de votos brancos e nulos e eleitores indecisos, principalmente em decorrência do desconhecimento dos nomes apresentados, ou seja, à medida que o processo eleitoral for divulgado esses indicadores tendem a reduzir de forma acentuada.

Acertar 3

 

Em um terceiro cenário testado, levando em conta a hipótese da disputa da eleição ficar entre dois nomes os resultados demonstram, neste caso, que o pré-candidato Tião Miranda obteria 58,2% da preferência dos eleitores contra 17,0% dos que preferem Dr. Jorge Bichara. Os dados demonstram, para este cenário, que 11,8% dos eleitores votariam branco/nulo e 13,0% responderam que estão indecisos.

Acertar 4

 

No quarto cenário testado no levantamento– com a hipótese da saída da candidatura de Tião Miranda, teríamos o seguinte resultado: Dr. Manoel Veloso subiria cerca de 11,0 pontos percentuais, registrando 31,6% dos votos. Dr. Jorge Bichara ganharia aproximadamente 10,0% pontos percentuais e ficaria com 20,2%.

Neste terceiro cenário, o percentual de entrevistados que pretendem votar em branco/ nulo/ em ninguém perfaz 23,8% e 24,4% mostram-se indecisos.

Para este cenário, os eleitores de Tião Miranda tende a migrar para Amarildo, que absorveria 41,7% dos votos de seus eleitores e Dr. Jorge Bichara ficaria com 13,2% de seus eleitores pró Tião Miranda. Ainda considerando apenas os eleitores de Tião, 24,2% votariam em branco/nulo e outros 20,8% não saberiam em quem votar.

Acertar 5

 

 

Atualização às 12:46

 

Blog publicará ainda análise feita pelo Instituo Acertar sobre o potencial de cada candidato.

E, posteriormente, pesquisa para vereador de Marabá, cujo relatório já se encontra na mão do blogueiro.