INPE informa que Pará reduz a quase 50% o desmatamento no mês de maio

Nem tudo está perdido no país.

Olha que notícia cheia de esperança!

O Pará reduziu em 49% o desmatamento no mês de maio de 2022, se comparado com o mesmo período de 2021.

No período acumulado, de acordo com o calendário Prodes (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite), que compara o período entre agosto de 2020 a maio de 2021 e agosto de 2021 a maio de 2022, houve a diminuição de 18% de alertas de desmatamento no Pará.

A Amazônia Legal apresentou  diminuição de 10%.

Os dados foram informados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), nesta segunda-feira (06).

O sistema Deter, do Inpe, realiza um levantamento rápido de alertas de evidências de alteração da cobertura vegetal na Amazônia, para dar suporte à fiscalização e controle de desmatamento e da degradação florestal a órgãos com essas competências.

Os números apontam que o Estado vem avançando nas políticas, programas e estratégias voltadas para a preservação ambiental e combate a ilícitos ambientais.

O resultado dessas ações se reflete na redução dos alertas de desmatamento apontados pelo sistema Detecção do Desmatamento em Tempo quase Real (Deter), pertencente ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Em números absolutos, na comparação dos meses de maio de 2021 e o deste ano,  o DETER aponta o desmatamento de uma área de 556 km² no ano passado, e 285,65 km²  em maio de 2022. Já no acumulado (agosto de 2020 a maio de 2021 e agosto de 2021 a maio de 2022), os números são: 2.896,15 km² (Ano Prodes 2021), 2.362,74 km² (Ano Prodes 2022).

Gestão 

Na análise por jurisdição, de acordo com os números obtidos pela Semas fornecidos pelo Inpe, as áreas estaduais de alertas de desmatamento, em maio de 2022, apresentaram redução de 53% em relação ao mesmo mês em 2021, com contribuição de 30% no desmatamento total do estado, em maio de 2022.

As áreas de gestão federal atingiram 67% do total do desmatamento no Pará em 2021 e 70% até 31 de maio de 2022.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, Mauro O’de Almeida, recorda que o Pará já vinha demonstrando a redução do desmatamento e vem intensificando as medidas de prevenção e ostensividade, mesmo sendo a maior parte das terras do Pará de jurisdição do Governo Federal, que correspondem a 70% do território paraense.

“Desde 2019 para 2020, nós já vínhamos em uma curva descendente (do desmatamento). Agora, no mês de maio, apresentamos uma redução de 49% comparado com o mês de maio do ano passado. Evidentemente, temos que ir em um processo de combate ao desmatamento, que tem que ser perene, permanente, para chegar em 31 de julho reduzindo mais o desmatamento. Ainda com a ausência da ação do ente federal, a Semas vem cumprindo com o seu papel. A gente está fazendo nossa parte aqui no Pará e resultados já podem ser vistos, como os detectados pelo INPE”, afirma. INPE”, afirma. (Informação da Agência Pará)