Hiroshi Bogéa On line

Inflação do mês de janeiro em Marabá foi de 0,22%

A Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Face/Unifesspa) em parceria com a Fundação Amazônica de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) divulgaram nesta quarta-feira (13), por meio do Laboratório de Inflação e Custo de Vida de Marabá (Lainc/MBA), o Índice de Preços ao Consumidor das famílias com rendimentos entre 1 a 5 salários mínimos da cidade de Marabá (IPC/Marabá).

O ano de 2019 iniciou com uma inflação de 0,22 pontos percentuais para o mês de janeiro.

Este resultado foi influenciado pelo aumento nos preços dos alimentos, com destaque para o item feijão carioca (44,32%) o grande vilão do mês.

Para o mesmo período do ano de 2018, a inflação registrada foi maior, sendo ela de 0,32%, ou seja, 0,10 pontos percentuais a mais em termos comparativos.

Os grupos que tiveram contribuição positiva no IPC deste mês foram: alimentação (0,79%), artigo de residência (0,17%), vestuário (0,02%) e educação (0,05%). E os que contiveram a inflação foram: transporte (-036%), habitação (-016%), despesas pessoais (0,19%), saúde e cuidados pessoais (-0,08%) e comunicação (-0,03%).

No IPC por grupo, aqueles que tiveram maior inflação foram: educação (3,10%), artigos de residência (2,91%) e alimentação e bebidas (1,83%). Por outro lado, os grupos de transporte (-4,17%), despesas pessoais (-3,54%) e comunicação (-1,36%) tiveram uma maior deflação.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *