Hiroshi Bogéa On line

Inferno às margens

O MST decidiu radicalizar de vez. No trecho da rodovia que liga Eldorado a Parauapebas, o território passou a ser controlado, a partir da tarde de sexta-feira (5), por um grupo de sem-terras arvorados e decididos a medir o poder de governabilidade do PT. Afora ameaças endereçadas a motoristas diversos que tentavam cruzar com medo o trecho de 70 km, diante das dificuldades interpostas pelo movimento à beira da estrada, a provocação maior se consolidou a partir da agressiva ação de destruição total de dois caminhões -, ambos identificados pelo MST como símbolos do latifúndio e da impunidade no campo. Dois veículos, um da Bertin e outro do Grupo Goiás, foram incendiados quando trafegavam em sentido contrário.

Post de 

2 Comentários

  1. Val-André Mutran

    5 de maio de 2007 - 21:45 - 21:45
    Reply

    Hiroshi. Como é que o MST permite que marginais dessa qualidade usem o movimento como escudo para esse tipo de ação?

    Depois reclamam que as elites querem criminalizar o Movimento?!

    Quem dá conta com essa gente?

  2. Anonymous

    5 de maio de 2007 - 11:55 - 11:55
    Reply

    É inadmissível o que esse MST está fazendo na região. Nós que residimos em Parauapebas estamos aqui como se presos porque nosso direito de ir e vir acabou a partir do momento em que os sem terra decidiram que nossas vidas são controladas por eles. A culpa é da Ana Julia que só veio em Eldorado dia desses dar mais força para esses jagunçõs acabarem de vez com o resto de paz que tínhamos aqui.
    Conceição Veloso

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *