Indo para a rabeira

Publicado em 28 de fevereiro de 2010

Territorialmente, Marabá pode ser transformar, nos próximos meses, no menor município do Estado.

Pelo menos é essa a proposta de criação de novos municípios com a emancipação das localidades de Morada Nova, Capistrano de Abreu, Brejo do Meio e Santa Fé, todos distritos marabaenses.

Como o blog desconhece os limites geográficos de criação das novas unidades municipais, também não pode afirmar se as reservas minerais do Salobo e Buritirama permanecerão em território marabaense.

Caso contrário, quem há se ser responsabilizado por isso?

Com a palavra, prefeito municipal, vereadores e deputados estaduais eleitos pelo município.

Ao todo, há propostas para criação de 31 novos municípios no Estado.

Caso sejam efetivados pela Assembléia Legislativa, o Pará passará a ter 175 cidades.

——————–

atualização às 14:43:

Jorge Amorim, lá do Na Ilharga,  também dá uma mexidinha na massa, sobrepondo comentário ao pot:

Verdadeiro crime contra o município que mais cresce no estado. É preciso colocar um freio na indústria do separatismo, concebida por políticos com mentalidade de donatários.

Uma coisa é o debate a respeito da proposta de uma nova geopolíta para o estado, que ainda está muito longe de esgotar-se; outra é arranjar capitanias para que políticos inescrupulosos exerçam de forma ilegítima, posto que às custas da miséria do povo, seu poder espúrio.