Hiroshi Bogéa On line

Ilusão à toa

Sarney Filho, em conversa com empresário de Marabá, na tarde de quarta-feira (28), não demonstrou otimismo quanto ao risco de cassação de mandatos dos deputados e senadores envolvidos na troca de partidos. Palavras do experiente político filho de José Sarney revelam existir jurisprudência no TSE respaldando a “ legalidade” da troca-troca de legenda baseado na lógica brasileira de que o mandato é do indivíduo e não da agremiação. Tomando café com o poster nesta manhã (30), o empresário contou ter sentido em Sarney Filho a firme convicção de que o auê todo não passará disso mesmo: auê!

————-

Conteúdo da conversa de Sarney Filho com o empresário de Marabá bate com informação de Fernando Rodrigues, no UOL. Está lá:

“O Tribunal Superior Eleitoral já julgou casos de deputados que saíram e seus partidos reclamaram”, diz o jornalista. “Mas o que disse o TSE? Que o deputado estava livre para mudar de partido, não tinha nenhum problema”, informa Fernando, sobre a posição dos magistrados da maior corte eleitoral do país no passado. “O fato é que, como houve o julgamento no passado, esses deputados que hoje trocaram de partido vão argumentar que mudaram de partido porque havia decisões do TSE que permitiam essa troca, portanto, não podem ser punidos.”

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *