Hiroshi Bogéa On line

Identidade de risco

Autoridades de Portel poderiam tomar frente para dar fim à denominação da rua “Xirizal”, como é chamada uma das vias públicas da cidade em referência ao nome chulo que se dá ao órgão feminino naquele lugar.

A rua passou a ser conhecida nacionalmente quando uma mãe foi flagrada tentando vender a filha de 15 anos por R$ 500, através de reportagens veiculadas em redes de televisão.

No sábado, mais uma vez a rua foi alvo de matéria veiculada numa emissora cabeça de rede.

A denominação constrange não apenas os moradores de Portel, como os paraenses de modo geral.

Reduz a mulher paraense a uma espécie de fruta que se come e se dispensa o bagaço depois.

Violência absurda contra a condição humana.

Post de 

2 Comentários

  1. Francisco Pereira

    21 de julho de 2010 - 16:38 - 16:38
    Reply

    Aqui em Marabá, tem uma rua entre os o bairros liberdade e jardim união por nome rua da carniça, e lá para as banda da folha 18 tem uma com o nome de rua da Bosta, sabe lá o que se passa na cabeça do sujeito em colocar um desses nomes na rua em que ele mora

  2. Anonymous

    20 de julho de 2010 - 18:26 - 18:26
    Reply

    Hirosi, o pior é que tinha uma rua em Itupiranga apelidade de rua do priquito (periquito) doce. Vai entender, rsrs.

    Quando for a Itupiranga procura saber sobre essa rua.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *