Ideflor e Seagri firmam parceria para a recuperação de áreas alteradas

Publicado em 5 de fevereiro de 2014

 

Seagri 2

Com  objetivo de consolidar  parcerias e discutir estratégias de recuperação de áreas alteradas em comunidades rurais de Marabá, o IDEFLOR e a SEAGRI  (Secretaria Municipal de Agricultura) realizaram workshop (foto acima)  sobre a maneira que cada órgãos poderá colaborar nas ações a serem desenvolvidas em áreas de assentamento.

Encontro foi solicitado pelo secretário de Agricultura, Jorge Bichara, interessado em debater a utilização dos chamado “Sistemas Agroflorestais – SAF’s” como alternativa para a recuperação de passivos ambientais existentes nas comunidades a serem trabalhadas. 

Na ocasião,  equipes técnicas das duas  instituições trocaram informações,  e o engenheiro agrônomo do Ideflor Carajás, Elias Albuquerque,  proferiu palestra  sobre alguns exemplos de Sistemas Agroflorestais que vem sendo discutidos por este instituto, e a sua implantação nos loteamento definidos pela Seagri.

O Ideflor vem procurando fomentando em diversos municípios  a utilização dos SAF’s como estratégia de reflorestamento e recuperação de áreas alteradas em propriedades rurais familiares.

Em Marabá, o projeto piloto aplicado  pelo Ideflor, no PA 26 de Março em Marabá,  que tem, inclusive, a participação da Seagri no apoio a experiência, cedendo equipamentos para a mecanização da área trabalhada e na produção de mudas, serviu de estímulo a extensão de investimentos em outros assentamentos.

“A aproximação com a SEAGRI, através de contatos do dr. Jorge Bichara,  vai possibilitar a ampliação da aplicação do Sistema Agroflorestal em diversos PAs do município”, explica Cleberson Salomão,  engenheiro florestal  Gerente Técnico do IDEFLOR/Marabá.

A principio, explica Jorge Bichara, “serão implantados projetos pilotos em diversas comunidades de Marabá, indicadas pela SEAGRI, onde caberá ao IDEFLOR propor modelos de SAF’s, observando-se fundamentalmente o que cada comunidade solicita em termos de espécies a serem cultivadas, bem como analisando-se as demandas de mercado, além de realizar palestras técnicas que tragam maiores esclarecimentos às comunidades contempladas. A SEAGRI realizará o preparo de áreas, além de conduzir a produção de mudas e ainda fará o acompanhamento técnico de cada projeto junto com o IDEFLOR”, diz.

Nas comunidades indicadas, serão formados grupos de interesse, de no máximo 15 pessoas por comunidade, tendo em vista se tratar de um primeiro momento desta parceria.

Posteriormente, com base no que se construir até então, os projetos poderão se ampliados para um numero maior de comunidades e pessoas.

Em 2013, a Seagri iniciou a mecanização de algumas áreas de assentamento, como parte inicial de aplicação do Sistema Agroflorestal, beneficiando diversos lotes, nas áreas de assentamento de Vila Canaã e Tiradentes.

Sistemas Agroflorestais – SAF’s:  é uma forma de cultivo da terra que permite a integração de culturas anuais, frutíferas e florestais em uma mesma área, as quais podem ser trabalhadas de forma simultânea e  sequencial, admitindo-se ainda a criação de animais, com o objetivo de  recuperar áreas degradadas ou alteradas, proporcionando assim benefícios sociais – como a  fixação do homem no campo , recuperação de passivo ambiental  e, mais importante, geração de renda ao agricultor familiar.

Os SAF’s surgem como uma alternativa interessante ao pequeno produtor uma vez que se adequam muito bem a pequenas áreas.

E,  como se trata de sistemas que utilizam espécies com ciclos de vida e produtivos diferentes, os SAF’s possibilitam, conseqüentemente, produção e renda continuadas ao longo do ano.

Participaram do workshop, pela Seagri, o próprio Jorge Bichara, secretário de Agricultura; Arlis  Pereira, engenheiro agrônomo Coordenador do Departamento de Produção Animal da Seagri;  José Filho, responsável pelo viveiro; Milton Francisco, técnico em agropecuária, coordenador de Oleicultura; e Pedro Gomes, assessor de gabinete da secretaria.

Pelo Ideflor,  presentes, além do gerente, Cleberson Salomão  -, o engenheiro agrônomo Elias Albuquerque. (Eliane Gomes)

 

Jorge Bichara (esquerda) e técnicos da Seagri e Ideflor, participando de palestra
Jorge Bichara (esquerda) e técnicos da Seagri e Ideflor, participando de palestra