Ida de Vanda Américo para a Casa da Cultura emperra. Suplente “Badeco” não aceita manter assessores da vereadora

Publicado em 9 de julho de 2021

Está havendo ruído nos acertos finais para a vereadora Vanda Américo (Cidadania) aceitar trocar  a Câmara Municipal pela presidência da Fundação Casa da Cultura de Marabá – cargo que ela ocupava na gestão anterior de Tião Miranda.

O “dasacerto” está na firmeza do suplente “Badeco” rejeitar a proposta de manter alguns assessores de Vanda Américo no gabinete que sucederá, exigência da parlamentar comunicada ao prefeito Tião Miranda para aceitar deixar a Câmara Municipal, onde ela é uma das vozes experientes e de firme atuação.

Badeco já disse que nao concorda em ter que conviver com assessores que não são de sua confiança, enquanto Vanda procura manter coeso correligionáriios do grupo que lhe dá sustentação em épocas de eleição.

Na eleição de 2020, Vanda Américo foi eleita com 1.377 Votos.

Badeco, primeiro suplente, somou 1.331 Votos.