Ibram e Fernando Pimentel abraçam causa da hidrovia

Publicado em 24 de abril de 2012

Ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, assumiu compromisso com diretores da Associação Comercial e Industrial de Marabá (ACIM) e um grupo de empresários, esta tarde, em Brasília, de colocar sua influência e o próprio ministério, a favor da hidrovia Araguaia-Tocantins – articulando encontros e gestões junto a Vale e seus colegas de ministério objetivando viabilizar, o mais rápido possível, as obras de derrocagem do Tocantins – para tornar real a conclusão das siderúrgicas Alpa e Aline.

Audiência  com Fernando Pimentel foi articulada pelo presidente do  Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), engenheiro José Fernando Coura, que também declarou sua participação na luta pela viabilidade da hidrovia.

Durante reunião, três pessoas de manifestaram.

Inicialmente, o presidente do Ibram esclareceu a Fernando Pimentel as razões de ter abraçado a causa da hidrovia, assumindo compromissos, como dirigente do instituto, de apadrinhamento dos empreendimentos.

Depois foi a vez do presidente da ACIM, Ítalo Ipojucan, que relatou as etapas da luta pela construção da Alpa e hidrovia, bem como expôs a importância dos empreendimentos para o desenvolvimento do país.

Finalizando, Fernando Pimentel declarou seu irrestrito apoio à causa, relatando as oportunidades que sempre têm para conversar com o presidente da Vale e seus colegas de ministérios, principalmente Miriam Belchior (Planejamento) e Paulo Sérgio Passos (Transportes). A partir de agora, disse, em todos os encontros que mantiver com aqueles setores, erguerá a voz em defesa da imediata implantação do modal hidroviário.

Entre os empresários presentes à audiência, Ítalo Ipojucan, Gilberto Leite, Mauro Souza (ACIM); Antonio Miranda (Sindicato Rural), Leonildo Rocha (Grupo Leolar) e Ian Correa (Sinobrás).