Hospital Regional Público do Leste beneficiará meio milhão de pessoas

Publicado em 5 de agosto de 2014

 

O governo do Estado e o município de Paragominas, no nordeste paraense, inauguraram nesta segunda-feira (4) o novo Hospital Regional Público do Leste (HRPL), que atenderá os onze municípios que compõem a região do Rio Capim. A estimativa é que hospital beneficie meio milhão de pessoas.

Nesta primeira semana, o HRPL ainda passará por um processo de desinfecção para dar início ao atendimento das clínicas médicas e Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na sexta-feira (8).

O HRPL conta com atendimentos de média e alta complexidade, como cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia e traumatologia – além de  quatro salas de cirurgias que poderão funcionar ao mesmo tempo.

A parte de endocrinologia será muito útil no tratamento da obesidade e para quem tem problemas de tireóide. A mastologia cuidará da prevenção e tratamento do câncer de mama, e também faremos prevenção do câncer de colo de útero”, destacou a secretária.

O Hospital Regional Público do Leste terá atendimento em clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/ neurologia, ginecologia, urologia/ oncologia e traumatologia-ortopedia. Todos esses serviços terão suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, mamografia, ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa. Atualmente, o hospital conta com 214 funcionários.

Outra área extremamente importante é a neurocirurgia. “Agora podemos atender casos complexos que necessitem do pronto atendimento neurocirúrgico, como por exemplo em acidentes de carro ou qualquer outra situação grave. Além disso teremos os serviço de raio-x, tomografia e toda a área de traumatologia, que pode representar a diferença na hora de receber um paciente”, detalhou Heloísa Guimarães.

Com 84 leitos, sendo 20 dedicados somente à UTI, o HRPL tem outra característica marcante: 95% dos funcionários contratados são de Paragominas ou de regiões próximas ao município. “Este hospital já tem mais de 200 funcionários contratados, dos quais 95% são de Paragominas. Estamos felizes que este projeto, além de garantir um atendimento de alta qualidade na área da saúde, possa também contribuir com o desenvolvimento da cidade. Ainda contrataremos mais 130 pessoas, principalmente médicos especializados que virão de fora. No total teremos 330 funcionários trabalhando e morando em Paragominas”, informou o secretário especial de Estado de Proteção e Desenvolvimento Social, Adnan Demachki. (Agência Pará)