Hiroshi Bogéa On line

Hospital Regional de Marabá alerta sobre sequelas de acidentes de trânsito

Palestra no HRM sobre acidentes de trânsito

Às vésperas do Carnaval, período em que aumentam os riscos de acidentes de trânsito, o HRSP promove a segunda edição da campanha “Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro”. A ação é um alerta à população de Marabá sobre as sequelas oriundas de traumas no trânsito.

A desobediência à sinalização de trânsito, o consumo de bebidas alcoólicas, o uso de celular e o excesso de velocidade são as principais causas de acidentes de trânsito no País. Isso significa que a maioria deles pode ser evitada se todos tiverem responsabilidade no trânsito.

Como parte da programação, nesta terça-feira, 14/2, a unidade realizou palestras educativas sobre as principais lesões sofridas por vítimas de acidentes e os cuidados com o paciente após a alta hospitalar.

De acordo com o diretor-geral da unidade, Valdemir Girato, cerca de 80% dos leitos da instituição são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito.

O Hospital é referência em atendimento de trauma de média e alta complexidades para 22 municípios da região.

Em 2016, o HRSP atendeu 2.401 pacientes com esse perfil, a maioria deles motociclistas.

Esse número aumentou 6,5% em relação ao ano anterior, quando foram atendidas 2.253 pessoas.

“O custo do tratamento desses pacientes e o período de permanência na unidade são superiores aos de usuários com outras patologias. Além disso, as vítimas de acidentes podem ficar com sequelas permanentes, gerando impactos sociais e econômicos”, explica Girato.

Nesta sexta-feira, 17/2, será a vez dos condutores de veículos serem orientados sobre os perigos na direção. Às 15 horas, em frente ao shopping Pátio Marabá, o hospital fará uma blitz educativa, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. 

O aposentado Manoel Alves Maciel, de 59 anos, que acompanhava a filha em um atendimento na unidade, assistiu a uma das orientações.

“Trabalhei como motorista por muitos anos, sempre tive cuidado, mas sofri alguns acidentes. Eu sabia que era uma profissão arriscada, mas amava aquilo. Por isso achei bom demais que o hospital discuta esse assunto com as pessoas, porque o cuidado no trânsito evita muitos acidentes”, afirmou o usuário.

 

Há quase um mês, a vida da secretária Sueli Almeida Scarano, de 42 anos, mudou. Ela sofreu um acidente de motocicleta e, desde então, está internada no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, onde é acompanhada por uma equipe multiprofissional.

A paciente conta que o processo de recuperação é difícil, não somente por conta dos traumas sofridos, mas, principalmente, por ficar longe da família.

“Eu estava acostumada a fazer aquele trajeto há mais de dez anos e já tinha sofrido um outro acidente ali, pelo mesmo motivo: imprudência de motoristas que não respeitam a preferencial. Mas, dessa vez, a gravidade foi maior”, comenta a secretária.

 

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *