Homenagens do TJE a personalidades na Igreja Santo Alexandre causam indignação em Belém

Publicado em 4 de dezembro de 2015

Convidados do TJE lotam a igreja
Convidados do TJE lotam a igreja

Belém, todos sabem, é uma das cidades mais religiosas do mundo.

E, também, onde se concentra o maior número de católicos do Brasil, proporcionalmente.

Pois foi bem no meio desse vespeiro de fiéis Católicos Apostólicos Romanos que o Tribunal de Justiça do Estado do Pará decidiu utilizar as dependências de uma igreja  para realizar  cerimônia de outorga da medalha da Ordem do Mérito Judiciário.

Mais precisamente a Igreja de Santo Alexandre, uma das pérolas do catolicismo paraense – entre tantas igrejas belas que simbolizam o universo de fé dos belemitas.

A cerimônia teve discursos e até uma performance  do juiz da 1a Vara de Execuções Penais, Claudio Rendeiro, criador do personagem humorístico Epaminondas Gustavo, agraciado ao final com a comenda  de grau Comendador.

A solenidade dentro da Santo Alexandre causou surpresa e, como poderia se prever, indignação – principalmente entre moradores do entorno da Igreja, na Cidade Velha.

A Cúria Metropolitana de Belém sempre teve cuidados na cessão das dependências das sedes  católicas da capital, até mesmo para a realização de eventos de interesse religioso, como  ocorreu recentemente com o uso do espaço físico da  Santo Alexandre como palco da peça do Festival de Ópera, para encenação da obra  “A ceia dos cardeais”, escrita pelo paraense Iberê Lemos, no início do século XX.

O Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, ainda não se manifestou sobre o caso que está repercutindo.

O blogueiro falou com alguns religiosos, agora pela manhã, e todos demonstraram surpresa com o uso da Santo Alexandre, para evento do Tribunal de Justiça do Estado.

– “Não tinha outro local para se fazer o evento? Por que a Igreja? Será que o nosso Arcebispo tomou conhecimento disso?”, faz indagações,  conhecida personalidade da igreja católica paraense, pedindo anonimato.

Dois telefonemas à Cúria Metropolitana foram acionados nesta manhã pelo blog, na tentativa de ouvir Dom Alberto Taveira Corrêa, que não se encontrava nas dependências do arcebispado, segundo atendente das ligações.

Vamos continuar tentando contactá-lo, para atualização do post.

Judiciário ocupou as dependênciad da Igreja Santo Alexandre
Judiciário ocupou o altar da Igreja Santo Alexandre
Juiz da 1ª Vara de Execuções Penais, Claudio Rendeiro, encena  personagem humorístico Epaminondas Gustavo
Juiz da 1ª Vara de Execuções Penais, Claudio Rendeiro, encena personagem humorístico Epaminondas Gustavo

 

NB – Fotos extraídas do site do Tribunal de Justiça do Estado do Pará