Hiroshi Bogéa On line

Helder anuncia bases de segurança para combater o tráfico, contrabando e os assaltos nos rios do Pará

O Governo do Pará apresentou nesta segunda-feira, 31, o projeto executivo da base integrada fluvial da região de Antônio Lemos, que será instalada no município de Breves.

No local, agentes de segurança pública, como as polícias militar e civil, além de órgãos de fiscalização, a exemplo da Secretaria de Fazenda (Sefa), irão trabalhar de forma conjunta para impedir o acesso de drogas, contrabando de cargas e assalto à embarcações, além de crimes ambientais.

A localização é estratégica uma vez que este é o corredor de grande parte do fluxo oriundo dos estados do Pará, Amapá e Amazonas.

A apresentação do foi feita pelo secretário de segurança Pública e defesa social do Pará, Ualame Machado, acompanhado pelo Governador Helder Barbalho, entre outras autoridades, no salão de Atos do palácio do Governo, em Belém,

No mês de setembro o projeto executivo deverá ser licitado e a entrega está prevista para ocorrer no primeiro quadrimestre do próximo ano. A base flutuante prevê quatro níveis, sendo eles compostos por porão, dois convés e tijupá.

O porão vai abrigar dois geradores para alimentação de energia, sistema de tratamento de esgoto sanitário, tanques de óleo diesel e espaço para armazenamento de carga.

Já o convés principal conta com recepção, sala de atendimento, banheiros, cela temporária masculina e feminina, seis salas de escritório com capacidade para 23 pessoas e sala para reunião.

No convés superior, ficará a copa, refeitório, espaço de convivência, banheiros e dormitórios para 25 pessoas. Na tijupá, irão ficar os painéis fotovoltáicos, aparelhos flutuantes, condensadores, caixa d’água e mirante inferior e superior.

Cada estrutura será adaptada para realidade do local que será instalada, podendo contar com uma infraestrutura terrestre de apoio. O investimento total é de R$5,5 milhões de reais.

O governador Helder Barbalho ressalta que os novos equipamentos reforçam a estratégia do Governo no enfrentamento à criminalidade.

O chefe do Executivo Estadual destacou o desafio do poder público intensificar a fiscalização em um Estado com dimensões continentais e agradeceu pela indicação da Bancada Federal que, em 2018, destinou, através de emendas parlamentares, recursos da União para o projeto.

“Nossa gratidão por terem acatado nosso pedido. A construção deste projeto, com um conjunto de iniciativas, reforça a estratégia de segurança pública. Em um Estado diverso como o nosso, se faz necessário e requer que estejamos com estratégias singulares para realidades territoriais distintas. Esse é um projeto inovador que vamos iniciar em duas localizações que representam eixos troncais geográficos do nosso Estado”, ressaltou o governador Helder Barbalho.

Além da base de Antônio Lemos, localizada na margem direita do rio Tajapuru a montante da sede do município de Breves e que contará com área de apoio em terra, que terá estrutura de trapiche metálico modular, poço artesiano, canil e heliponto, uma segunda base, com um pouco mais diferenciada será instalada na cidade de Óbidos.

É a base Candiru que deverá ficar localizada na frente ao município.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, ressalta a importância das bases para impedir que os crimes ocorram em todo o Pará.

“São projetos estratégicos do governo do Estado. A segurança e os órgãos de fiscalização estarão nos principais pontos para impedir que o contrabando, os assaltos e o tráfico de drogas ocorram nos rios do Pará. As bases serão integradas para coibir os principais tipos de crimes e onde eles costumam ocorrer”, explicou Ualame Machado.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *