Hiroshi Bogéa On line

"Hábil", habilidoso prefeito

Ministério Pùblico precisa atuar com mais rigor no município de Abel Figueiredo.

São cada vez mais intensas especulações de que o prefeito do município, Hidelfonso de Abreu Araújo (PP), carrega na tinta quando se destina à contratação de empresas prestadora de serviços.

Basta uma rápida paradinha para a troca de prosa, num posto de gasolina da cidade, ou na lanchonete mais próxima, para o assunto vir à  tona.

Tema inclusive de comentário aqui no blog, a construtora  denominada “Hábil”, especializada em locação de veículos e tratores, atuando também na fabricação de bloquetes e terceirizada  para coleta de lixo da prefeitura,  seria de propriedade do guloso prefeito.

Bom lembrar: Hidelfonso Araújo  mantém-se no cargo garantido por uma liminar, acusado de prática de compra de votos. O  buliçoso prefeito responde ainda a ação de improbidade administrativa por má aplicação de recursos federais.

Post de 

35 Comentários

  1. OLIVEIRA

    26 de março de 2012 - 20:53 - 20:53
    Reply

    ESSE ANO TEM ELEIÇÃO. É A HORA QUE OS POLTICOS LEMBRAM DOS POBRES. POR QUE LHES CONVÉM.

  2. OLIVEIRA

    26 de março de 2012 - 09:25 - 9:25
    Reply

    JARDISON É UM INCOMPETENTE. ELE NÃO SERVE PRA DIRIGIR NEM CARRO DE MÃO; IMAGINA ENTÃO COMANDAR UMA CIDADE.

  3. OLIVEIRA

    26 de março de 2012 - 09:12 - 9:12
    Reply

    ABEL FIGUEIREDO ESTA MUITO DE VAGAR. PRINCIPALMENTE NA AREA DE EMPREGO. A CIDADE Não TEM EMPREGO NEM PRA QUEM MORA LÁ. É PRECISO MAIS INVESTIMENTO DO PODER PÚLBLICO NESSE SENTIDO.

  4. Maria

    12 de fevereiro de 2012 - 22:35 - 22:35
    Reply

    Vocês deveriam procurar o que fazer, inves de falar mal do pref. Hidelfonso sem provas. Não mostram a cara porque são uns covardes e não tem como provar nada, até porque “não tem o que provar”; ao contrário, tem medo de falar algum falso testemundo e ser processados por calúnia, difamação e injúria, prescrito no art.138, 139 e 140 do CP. E no art. 141, II, CP que relata sobre disposiçoes comuns, diz que a pena cominada neste capítulo (ou seja, sobre o crime de calúnia, difamação e injúria) aumentam-se de um terço, se qualquer dos crimes é cometido contra funcionário público, em razão de suas funções. Portanto, se realmente tem provas suficientes pra mostrar contra o prefeito Hidelfonso façam isso; agora se não, façam o favor de cuidar da vida de vocês, de serem invejosos porque tudo isso é inveja de estar no poder e não tem dignidade para isso. Deixem ele trabalhar em paz!

  5. natiele santos

    10 de fevereiro de 2012 - 09:44 - 9:44
    Reply

    caminoes , tratores , carro pipas, carregadeiras , tudo e dele fichado na prefeitura pra ele mesmo receber o dinhero ele tem que sair da prefeitura e ainda hoje pra da oportunidade para os eleitoris que tem um caminhao

  6. raimundo vilhena da silva

    7 de julho de 2011 - 20:34 - 20:34
    Reply

    Eu como cidadão e eleitor, observo que a justiça é muito lenta para responder aos cidadões por que quê os políticos corruptos ficam no governo mesmo se sabendo que ele estar envolvido em corrupção, aqui onde moramos a policia rendeu remédios na casa de vereadores e na secretaria de saúde e todos ficam perguntando o que aconteceu que nada foi feito e os mesmos continuam trabalhando normalmente.Não é só isso o desvio de recursos públicos por parte da família do prefeito é tão grande que ,casa carro maquinas areal e outros estão sendo desviados sem que ninguém tome nem uma providencia.

  7. Justiceiro

    13 de maio de 2011 - 17:58 - 17:58
    Reply

    Jardison ate parece que tu é homem pra isso, Você nessa prefeitura é um mero marionete e nada mais. Esse sim é o seu papel.

  8. Euuuuuuuuuuuu

    6 de maio de 2011 - 20:04 - 20:04
    Reply

    Srs. Anonimos, vamos nos reunirmos para fazermos essas denuncias que “vocês” fizeram!, se reunam e mim convite, só assim teremos a verdade
    atona. INVEJOSOS – JARDISON 2012. hahahah

  9. anonimos

    29 de abril de 2011 - 08:22 - 8:22
    Reply

    o povo vai governa abel figueiredo que venha 2012.

  10. Anônimo

    29 de abril de 2011 - 08:21 - 8:21
    Reply

    abel figueiredo cidade sem lei, mais isso vai acabar em 2012 vamos eleger um homen de vergonha prefeito dessa cidade vamos eleger vereador EVANDRO prefeito que venha 2012….

  11. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 21:54 - 21:54
    Reply

    Exorcizando o fantasma da Prefeitura de Abel Figueiredo.
    Exorcista: MPF ( Ministério Público Federal). Pode ser que seja o antidodo contra a Corrupção.

  12. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 21:30 - 21:30
    Reply

    A Polícia Federal precisa fazer uma varrida na Prefeitura Municipal de Abel Figueiredo. Vai sair muito neguinho com a com a pulseira de ´´Roberto carlos´´ nos pulsos.

  13. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 20:33 - 20:33
    Reply

    Abel Figueiredo parece muito com a famosa cidade de Sucupira do Bem Amado bem aqui no suldeste do Pará.

    Pode procurar todos os personagens da novela, tem todos eles caminhando pelas ruas de Abel.

    Dessa vez te pegaram Odorico???

  14. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 20:29 - 20:29
    Reply

    Esse negocio de anonimato é covardia mesmo! Anonimos ponham a cara a tapa.

  15. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 19:28 - 19:28
    Reply

    onde estar o sigilo bancario? como saber qual o percentual financiado do empreendimento do secretario? a politicagem é que precisa ser banida deste pais, ação que estar muito longe de abel Figueiredo, devido a incompetencia e inguinorancia deste anonimos que postaram estas mensagens, porque eles não se juntam de formalizam as denuncias? não estão certos disso?……..

  16. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 19:26 - 19:26
    Reply

    Precisava realmente ser apurada muita coisa em Abel Figueiredo, primeiro, o porque somente comentarios anonimos? estar explicado porque o ministerio publico não atua neste municipio? as denuncias são anonimas. portanto, não tem credibilidade…..

  17. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 01:15 - 1:15
    Reply

    Esse Secretário de Finanças dentro da prefeitura é muito conhecido por sua ditadura lá ele é comparado com o “Saddam Hussein“. Ou vc se submete aos ordens dele ou vc é massacrado por um Rolo Compressor.Não queira vc cair nas garras desse rapaz. Abaixo a democracia.

  18. Anonymous

    7 de fevereiro de 2011 - 00:57 - 0:57
    Reply

    Hiroshi, Olha essa ai Em Abel Figueiredo O Secretário Municipal de Obras O Sr. Jucieu Fernandes(CIE) utiliza-se do transporte publico como se fosse particular, o mesmo há seis anos se vale do transporte publico para caprichos pessoais inclusive no final de semana quando o mesmo faz vistorias em suas propriedades rurais no município se valendo do transporte público e do abastecimento por conta da prefeitura municipal. O assunto já é velho conhecido na tribuna da Câmara municipal mais ninguém toma providencias.

  19. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 21:59 - 21:59
    Reply

    Parte do recurso do financiamento do laticínio do Secretário realmente foi financiada 10%, pelo BASA (Banco da Amazônia), Uma outra parte foi desviada da construção do terminal rodoviário em Abel Figueiredo 40% e a outra certamente foi desviada dos cofres da prefeitura 50%.

  20. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 14:54 - 14:54
    Reply

    Em Marabá tem máquinas(tratores) prestando serviços para prefeitura. Detalhe: é de gente que assessora o prefeito. Se achar conveniente não precisa publicar.

  21. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 13:24 - 13:24
    Reply

    Como diz Amorim no seu blog "Na Ilharga" nas "Futricas Barbálhicas" do Diário do Pará, está sendo requentado um assunto referente a SEMA, mas com a finalidade de atingir aqueles que estiveram em posição contrária, nas últimas eleições. O Carlos Mentes, a mando de seu patrão, é useiro e vezeiro na prática desse trabalho que procura enlamear pessoas, como ato de vingança pessoal do chefe.

  22. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 13:09 - 13:09
    Reply

    No que se refere ao laticínio, é importante que saibam que parte dos investimentos foram financiados pelo Banco da Amazônia, há, pelo menos, uns 4 a 5 anos. É apenas uma informação adicional, sem qualquer intuito de defesa de quem quer que seja, pois não conheço a realidade de Abel Figueiredo.

  23. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 11:11 - 11:11
    Reply

    Este esquema vai se tornar rotina no Pará?
    Como vai ficar agora a ALEPA com o chefão desde esquema sentado lá?

    Escândalo na Sema envolve deputados
    Domingo, 06/02/2011
    Conversas telefônicas interceptadas com ordem judicial revelam como funcionava o esquema de corrupção na Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) para aprovação de planos de manejo durante o governo de Ana Júlia Carepa. As investigações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF) apontam que os envolvidos teriam praticado corrupção ativa e passiva numa organização criminosa que, além de se utilizar de valores obtidos com os ilícitos em suas despesas corriqueiras, ainda tentou esconder os rendimentos desonestos por meio de contas bancárias e bens em nome de terceiros.

    O processo corre em segredo na Justiça Federal, mas as transcrições das conversas circulam com desenvoltura entre jornalistas. A propina corria solta e generosa. Até vazamento de informações dentro do MPF foi descoberto. O processo já tem mais de 3 mil páginas.

    O DIÁRIO teve acesso às conversas, que envolve servidores da Sema, intermediários, madeireiros, fazendeiros, autoridades do governo passado e políticos como os deputados federais eleitos Cláudio Puty (PT), Giovanni Queiroz (PDT), os estaduais Cássio Andrade (PSB), Bernadette ten Caten (PT) e Gabriel Guerreiro (PV).

    O então secretário do órgão, Aníbal Picanço, de acordo com o relatório da investigação, saiu de uma humilde casa no bairro do Reduto para ocupar um apartamento no Umarizal avaliado em R$ 1,5 milhão. O candidato a deputado Sebastião Ferreira, o “Ferreirinha”, tem seu nome citado em várias conversas. Ele tinha muitos clientes entre os madeireiros. E muitos pedidos na Sema.

    É possível verificar a pressão exercida para liberação dos projetos sob influência política devido à proximidade da eleição de outubro passado. Um dos diálogos é entre o ex-secretário Cláudio Cunha e Gabriel Guerreiro (PV): “Deputado, aquele seu manejo deve tá saindo já, viu?”. Guerreiro responde: “Tá na sua mão, solte pra mim hoje”. E Cláudio retorna: “Não, vou soltar agora”. Mais adiante, fala para um servidor da Sema que vai atender o deputado e “gastar a tinta dessa caneta com o maior prazer”.

    Cássio Andrade, dono de uma empresa que negocia peixes ornamentais, também telefona e cobra celeridade na liberação de seu projeto. “São os meus peixinhos…”, resume. É atendido prontamente. Em outro trecho, Picanço diz para Cláudio Cunha que Bernadete “tá torrando a paciência” e pergunta se ele está acompanhando os processos dela. Cunha responde que sim, mas argumenta que os projetos têm “pendências em Marabá”, que a deputada quer “empurrar goela abaixo”.

    ESQUEMA

    No dia 16 de setembro do ano passado, uma denúncia feita à PF escancarou o esquema. “Venho denunciar uma quadrilha que há muito tempo está instalada na floresta amazônica, trata-se de pessoas que uniram-se para confeccionar créditos de madeira de forma fraudulenta através de projetos de manejos e aprovados em áreas sem documento e muitas vezes sem nada de mata”.

    O denunciante cita que José Vicente Tozetti e seu filho, Carlos Tozetti, com atuação na Transamazônica, uniram-se a um advogado conhecido na Grande Belém como doutor Luiz para influenciar a resolver problemas na Sema e com isso “arrecadar dinheiro para a campanha do PT, ou seja, de Ana Júlia”. A união teve como base um ambicioso e audacioso plano de aprovar plano de manejo em uma área que em sua metade está completamente desmatada e a outra invadida.

    “Com muita astúcia e desenvoltura obtiveram êxito na grande fraude, conseguiram aprovar um plano de manejo completamente fraudulento, com mais de 70 mil metros cúbicos, avaliado em R$ 8 milhões”, diz o denunciante. O projeto estava em nome de Isaías Galvão Bueno. A transação foi tão bem sucedida que um jovem de 24 anos, José Vicente Alves Tozetti, comprou um avião de marca Corisco. Os créditos falsos do projeto foram vendidos por um tal de Paulo Sérgio, conhecido por “Paçoca”. (Diário do Pará)

  24. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 03:35 - 3:35
    Reply

    Que vergonha.

  25. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 01:06 - 1:06
    Reply

    As notinhas de R$ só vão fêmeas pra Abel e Tailândia. É de se arrepiar como multiplica o salário dos prefeitos e ex desses dois municípios.

  26. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 00:41 - 0:41
    Reply

    Hiroshi,
    Isso é mesmo verdade e bastante complicado… Conheci esse moço lá pelos anos de 2002 prestando serviços na área florestal. Lembro-me muito bem que este rapaz, que teve ascenção meteórica no ramo florestal, possuia duas empresas bem na entrada da cidade: a direita a serraria HABIL MADEIRAS e a esquerda uma laminadora chamada HIDIL Madeiras…
    Não vou identificar-me pois não acho conveniente.
    Abraços

  27. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 00:12 - 0:12
    Reply

    Sempre fiquei intrigado com esse milagre operado pelo secretario de finanças de Abel Figueiredo.

    Ganhando 2.000,00 reais como secretario municipal fazer investimentos na ordem de milhões.

    Dizem a boca pequena na cidade que o secretario seria testa de ferro do prefeito.

    Abel Figueiredo terra abençoada.

  28. Anonymous

    6 de fevereiro de 2011 - 00:06 - 0:06
    Reply

    Coisas que acotecem somente em Abel Figueiredo!

  29. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 22:52 - 22:52
    Reply

    Olha esse moço é valente!

  30. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 22:29 - 22:29
    Reply

    A justiça deste País faz é blindar a bandidagem nestas prefeituras.
    Esses prefeitos cometem crimes eleitorais, o cidadão faz a denúncia, mas para serem julgados e desmascarados já sucatearam todo os cofre públicos pela morosidade da justiça

  31. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 18:08 - 18:08
    Reply

    Olha ai Hiroshi:

    PROCESSO: AI Nº 219163 – Agravo de Instrumento UF: PA
    JUDICIÁRIA
    Nº ÚNICO: 219163.2010.600.0000
    MUNICÍPIO: ABEL FIGUEIREDO – PA N.° Origem: 4416
    PROTOCOLO: 224242010 – 04/08/2010 18:39
    AGRAVANTE: HILDEFONSO DE ABREU ARAÚJO
    ADVOGADO: ORLANDO BARATA MILÉO JÚNIOR
    RELATOR(A): MINISTRO ALDIR GUIMARÃES PASSARINHO JUNIOR
    ASSUNTO: PRESTAÇÃO DE CONTAS – DE CANDIDATO – PREFEITO – DESAPROVAÇÃO / REJEIÇÃO DAS CONTAS
    LOCALIZAÇÃO: PGE-PROCURADORIA GERAL ELEITORAL
    FASE ATUAL: 12/08/2010 18:58-Recebido

  32. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 17:16 - 17:16
    Reply

    Caro amigo!!! moro em Belém do Pará, desse jeito vou me mudar pra Abel Figueiredo e me candidatar a prefeito em 2012. Quem sabe eu também não consiga uma ´´BOQUINHA´´dessa hem!!!!

  33. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 17:11 - 17:11
    Reply

    A corrupção anda tão mais tão desenfreada na PMAF(Prefeitura de Abel Figueiredo, que até o Secretário Municipal de administração e finança do município, Construiu um Laticínio com com capacidade de beneficiamento de 50 mil litro de leite por dia. Uma das maiores estruturas do Sudeste do Pará atuante nesse ramo, situado as margens da BR 222, em uma área de terra cedida pela esposa do então secretário. A estrutura está avaliada em 5.000,000,00 Cinco milhões de Reais. Como é possível um secretário ganhar R$ 2.200,00 por mês e construir um empreendimento de tal valor?

  34. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 16:05 - 16:05
    Reply

    Ao amigo que postou o comentário acima: Em Abel funcionava a Serraria Hábil Madeiras Ltda. De propriedade do prefeito atual, com o fim do ciclo da madeira no município a unica alternativa do prefeito de continuar ganhando dinheiro foi Transformar a antiga serraria em uma construtora conhecida como construtora Hábil. Que tem sede no mesmo local da antiga serraria.

  35. Anonymous

    5 de fevereiro de 2011 - 14:31 - 14:31
    Reply

    Amigo Hiroshi, a população de Abel Figueiredo gostaria de saber, o porque em cidades como Rondon do Pará, Marábá os prefeitos são julgados e afastados do cargo de Prefeito Municipal. E em Abel Figueiredo uma cidade modelo em corrupção no Estado do Pará a qual o prefeito esta seguro por liminar há quase três anos O porque???? que esse cidadão Hidelfonso de Abreu Araujo nunca vai a julgamento?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *