Hiroshi Bogéa On line

Guerra de bastidores entre Águia e Gavião Kyikatejê

 

 

Antes dos dois jogos que decidirão o futuro dos times de Marabá no Campeonato Paraense, a guerra tomou corpo desde o início da semana.

Principalmente partindo de alguns dirigentes e membros de torcidas organizadas, boatos de toda espécie pipocam, alguns até de extrema gravidade.

Nesta quinta-feira,  especulava-se que o time do Independente, numa negociação direta das duas diretorias, facilitaria a disputa que terá contra o Gavião Kyikatejê, neste sábado, em Tucuruí.

Por outro lado,  dizia-se, também, da  movimentação de prepostos do Águia objetivando destinar “bicho” para o Independente derrotar o adversário.

Os dois times de Marabá disputam a última vaga para a Série Especial do Parazão.

O  Gavião soma 12 pontos, contra dez do Águia.

O Independente já está classificado, com duas rodadas  de antecedência.

A rivalidade entre Gavião e Águia, em verdade, é alimentada por divergência antiga entre os diretores do Águia e do time do povo indígena.

Tarcísio Marques e vereador Pedro Correa, ex-dirigentes do Águia, se desentenderam com Sebastião Ferreira e João Galvão (Águia), resultando na saída daqueles da diretoria do Azulão.

A  presença do time indígena na disputa da primeira fase do  campeonato estimulou a chegada de Tarcísio e Pedro à diretoria do Kyikatejê, surgindo, com isso, uma guerra entre as duas diretorias.

Os jogos serão neste sábado, conforme tabela abaixo.

 

Independente x Gaviao 07/12/2013 SAB 15:30 Navegantao – Tucurui
Aguia x Time Negra 07/12/2013 SAB 15:30 Zinho Oliveira – Marabá

O Águia precisa vencer o Time Negra, no Zinho, por uma boa diferença de gols, para torcer por um embate entre Gavião e Independente.

Caso a equipe dos Kyikatejê-Gavião,  representante da  Terra Indígena Mãe-Maria, a 40 Km de Marabá, perca o jogo, basta uma vitória simples do Azulão.

Post de 

2 Comentários

  1. Antonio Carlos Pereira Santos

    7 de dezembro de 2013 - 06:41 - 6:41
    Reply

    Sr. Hiroshi, Ferreirinha e Galvão mais uma vez estão vacilando à frente do Águia. Dois dos principais jogadores da atualidade do elenco foram dispensados, o goleiro Jair e o atacante Keno. Realmente ambos vinham deixando a desejar nos ultimos jogos. Porém, nada que uma boa e franca conversa não resolvesse. Resultado, o time já não vinha bem com eles, imagine agora sem eles. Corre o risco de ficar fora do paraense 2.014. Se o problema é financeiro, que se repasse o clube para alguem que tenha reais condições de mantê-lo. É como diz o Sr. Bad Boy da RC Belém : ‘Lisos abandonem o futebol”. Em 07.12.13, Mba.-PA.

  2. Torcedor

    6 de dezembro de 2013 - 20:49 - 20:49
    Reply

    Não é coincidência o time do Águia ter feito corpo mole em campo quando Galvão escalou no time o seu filho que ele quer transformar em jogador de futebol .
    Nepotismo no futebol do Águia revela a falta de profissionalismo de seus dirigentes.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *