Hiroshi Bogéa On line

Grana preta

A Vale deve ao Departamento Nacional de Produção Mineral quase R$ 700 milhões, relativo a diferença de repasse da Contribuição Financeira sobre Exploração Mineral (CFEM). A certidão de dívida ativa da União tem o número 171/2008.
Mais detalhes, no blog do Waldyr Silva.

Post de 

4 Comentários

  1. renatinho

    5 de março de 2008 - 21:40 - 21:40
    Reply

    Prezado Bogéa,

    Conforme está postado no Blog do Waldyr Silva, o seguinte trecho: “Darci Lermen explicou que as diferenças da CFEM devidas pela Vale, no processo de cobrança nº 950.977/2007, são referentes às notificações fiscais nºs 023/2001 e 02/2004, período fiscalizado de janeiro de 1991 a dezembro de 2002, no valor de R$ 460.344.776,08”, FICA CLARO que as ntificações fiscais são dos anos de 2001(023/2001) e 2004(02/2004). Portanto, com base na própria declaração do prefeito Darci Lermen, as notificações do DNPM que resultam na cobrança foram realizadas na Administração BEL MESQUITA, esclarecendo de vez que foi uma iniciativa da ex gestora e o trabalho realizado, com cláusula de sucesso, pela empresa POLIS Consultoria.

  2. Val-André Mutran

    4 de março de 2008 - 15:08 - 15:08
    Reply

    Créu não. Crê, ser infiel, em Deus Pai todo poderoso… boa chacota para uma empresa que pelo quinto ano seguido bate seus próprio recordes de faturamento, tendo o Pará como almoxarifado, deixando aos infiéis apenas miçangas e muito papo furado.

    Créudos da coisa séria.

  3. Hiroshi Bogéa

    3 de março de 2008 - 14:41 - 14:41
    Reply

    Créu em nós, né? Tá bom!!!!
    Rs

  4. JANJÃO

    3 de março de 2008 - 13:45 - 13:45
    Reply

    Bogéa, CRÉU NELES LEÃOOOOOOOOOO!
    RSRSRSRSRS

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *