Governo pede recuperação de estradas de Santarém

Publicado em 11 de junho de 2015

Durante audiência com  Antonio Carlos Rodrigues, ministro dos Transportes, o governador Simão Jatene expôs  a importância de Vila do Conde para a economia não só do estado do Pará, mas de todo o Brasil.

“Estamos numa das esquinas geográficas mais importantes do mundo, no encontro entre o Rio Amazonas e o Oceano Atlântico, perto dos mercados consumidores da Europa, Ásia e Estados Unidos, e não podemos atrasar ou até mesmo parar o escoamento de produtos tão importantes, como grãos e minérios, por causa das más condições das estradas de acesso ao porto”, disse Jatene ao ministro.

Os técnicos do DNIT confirmaram ao ministro que as estradas de acesso ao porto precisam de reparos, já que o tráfego de caminhões em direção ao porto superou as expectativas iniciais do projeto. O ministro pediu um prazo para verificar dotações orçamentárias para a recuperação, mas garantiu que vai incluir as obras entre as prioridades do Ministério.

Governador pediu também ao ministro que estenda as obras de pavimentação da BR-163, a Santarém-Cuiabá, até o município de Santarém.

O projeto, disse Jatene, contempla essas obras somente até Miritituba, distrito de Itaituba, a cerca de 300 km de distância de Santarém. O governador pediu que o projeto fosse estendido. Técnicos do Ministério dos Transportes presentes ao encontro disseram que, à época do projeto, a opção por Miritituba se deu em virtude da economia de recursos e de estudos técnicos que apontavam o distrito como capaz de suportar o escoamento de produtos, principalmente do Centro-Oeste brasileiro. Mas não veriam problemas em fazer um reestudo da situação para que Santarém fosse o ponto final da obra.

Kleber MenezesO secretário de Transportes do Pará, Kleber Menezes (foto), ressaltou que grandes empresas continuam se instalando na região de Santarém, notadamente no porto da cidade, implantando armazéns e preparando infraestrutura para o escoamento pelo porto santareno, apostando na extensão da BR-163 até o município. O tráfego de caminhões na área de Santarém já é intenso, disse o secretário. “Por isso precisamos dotar a cidade de estrutura para suportar um aumento nesse tráfego. Por isso a extensão da BR-163 até Santarém é tão importante”, concluiu Kleber Menezes.

Simão Jatene disse ao ministro que ao Pará não interessa ser apenas um “corredor de passagem” de transportes de grãos, mas sim um polo de desenvolvimento, com produção e escoamento e a extensão da rodovia é fundamental nesse processo. “Projetos precisam ser importantes não somente para a economia de um país, mas também para a vida e o dia a dia das pessoas”, concluiu o governador. O ministro pediu aos técnicos que analisassem o pedido e reestudassem o projeto para verificar a viabilidade e a concretização da ideia.