Hiroshi Bogéa On line

Governo divulga Nota Oficial

Conforme antecipado, na madrugada de sábado, com exclusividade por este blog, acaba de sair a Nota Oficial do Governo do Estado a respeito dos incidentes ocorridos na Pa-150, sexta-feira (4) promovidos pelo MST. Eis o teor da NO:

Em relação ao bloqueio da PA-150 e da PA-275 e a queima de dois caminhões por parte de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, na última sexta-feira, o Governo do Estado esclarece:
– A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social vai investigar com rigor, identificar os responsáveis pelos incidentes e aplicar as penalidades previstas pela lei. Para dar mais celeridade aos trabalhos, cinco policiais foram deslocados de Belém para reforçar as investigações conduzidas pela Diretoria de Polícia do Interior.
– Tal procedimento é o mesmo adotado para investigar o assassinato do agricultor Antônio Santos do Carmo, na última quarta-feira, entre Irituia e São Miguel do Guamá. Essas investigações, reforçadas por policiais deslocados de Paragominas e pela Superintendência Regional da Polícia Civil de Paragominas, já resultaram na prisão do acusado de contratar os pistoleiros e na solicitação de novos pedidos de prisão preventiva.
– O Governo do Estado reafirma seu compromisso de não tolerar excessos. A lei é igual para todos.

Belém, 6 de maio de 2007.
Coordenação de Comunicação Social do Governo do Estado do Pará
Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    7 de maio de 2007 - 12:15 - 12:15
    Reply

    Do jeito que os sem terra estão assustando os proprietários produtivos com ameaças e destruições idênticas a ocorridas perto de Curionópolis, e se não houver um basta nessa anarquia, a Ana Julia pode passar para a história como a governadora que destruiu a base produtiva do Pará.
    Guilherme Assunção

  2. Anonymous

    7 de maio de 2007 - 01:42 - 1:42
    Reply

    O procedimento que resultou na prisão do acusado que teria contratado os pistoleiros para matar o agricultor Antônio Santos do Carmo, em Irituia, como sempre ocorre nessas situações, foi rápido e priorizado. Quero ver é se o governo atual terá mesmo essa disposiçào, citada na Nota Oficial, de “investigar com rigor, identificar os responsáveis pelos incidentes e aplicar as penalidades previstas pela lei”, na questão do banditismo promovido pelo MST em Eldorado. Mas uma certeza existe: se Ana Júlia não fizer isso, o governo dela acaba antes do tempo. Muito antes.

  3. Anonymous

    7 de maio de 2007 - 00:07 - 0:07
    Reply

    Nota brilhante, pena que seja cortina de fumaça.
    Em um governo que tem tendências paternalistas em relação as minorias – diga-se de passagem, já se tornaram maiorias… duvido muito que terão coragem de punir aqueles que são seus fiéis eleitores.

  4. Val-André Mutran

    6 de maio de 2007 - 22:33 - 22:33
    Reply

    Não queria ser o abacaxi que a governadora tem para descascar.

    Do contrário…Será um governo nati-morto.

  5. hiroshi

    6 de maio de 2007 - 22:20 - 22:20
    Reply

    Cris, você é generosa demais. E até que mereço e gosto disso. Mas a turma da cidade das mangueiras é a turma da cidade das mangueiras. E como estou com saudades daí! Do tacacá lá da tacacazeira do Colégio Nazaré ou o do Quincas, na Conselheiro. Os melhores.
    Quanto ao Juvêncio, tadinho… Não deram nem oportunidaede pra ele se “salvar” pelas beiradas -, do jeito que se come mingau. Foi água fervendo mesmo no Fogo dele, Cris! Conforta ela, vai…
    Beijos, menina.

  6. Cris

    6 de maio de 2007 - 22:13 - 22:13
    Reply

    Jornalisticamente falando… você está desbancando a turma da cidade das mangueiras…
    Valeu!!!!!!!!!!!!
    um beijo, menino.

    Já te vi no Quinta.
    O Juvêncio vai sofrer…botaram água no fogo dele..rsrsrs

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *