Governador Helder: – “Pará venceu a Covid-19”

Publicado em 15 de setembro de 2021

“Graças a Deus e ao empenho e a solidariedade de todos, coletivamente, nós vencemos a covid-19. São decisões estratégicas as que estamos tomando, tendo base no cenário epidemiológico no Estado e a ocupação de leitos. Isso nos permite uma mudança no atendimento e oferta de leitos clínicos e de UTI para pacientes”

 

O anúncio foi feito hoje pelo governador Helder Barbalho, ao confirmar o fechamento do Hospital de Campanha de Belém, o maior centro de atendimento da pandemia no Estado, em funcionamento desde abril de 2020, no Hangar Centro de Convenções.

 

Governador anunciou ainda mudanças sensíveis na atual estratégia de combate e atendimento a casos da doença no Pará.

Uma delas é a redução de leitos dedicados ao atendimento da covid-19 e o fechamento programado, para entre duas semanas e no máximo um mês, do Hospital de Campanha de Belém,

“São decisões estratégicas as que estamos tomando, tendo por base o cenário epidemiológico no Estado e também a ocupação de leitos, o que nos permite iniciar um processo de mudança no atendimento e na oferta de leitos clínicos e de UTI para pacientes com covid-19 no Pará. São mudanças no ambiente de atendimento hospitalar”, disse o governador.

Helder Barbalho chegou a lembrar que foi justamente na Região Metropolitana de Belém, em abril de 2020, que começou a abertura de vários hospitais de campanha em todo o Estado.

“Chegamos a mais de 1.200 leitos ofertados especificamente para a covid, nos hospitais de campanha de Belém, Marabá, Santarém, Altamira e Breves. Além disso, também abrimos o Hospital Regional de Capanema, o Hospital Regional de Castanhal, o Hospital Regional doTapajós, em Itaitura, o Hospital Regional do Araguaia, em Conceição do Araguaia, e abrimos leitos nos hospitais regionais de Redenção, do Baixo Amazonas, e em Juruti, descentralizando o atendimento em todas as regiões do Estado”, listou o governador.

Helder também citou o esforço mobilizado pelo Estado em remoções aéreas, para trasnferências de pacientes com a covid-19.