Hiroshi Bogéa On line

Giovanni denuncia Celpa

O deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA) encaminhou na última semana ofício de seu gabinete ao presidente da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), Nelson Hubner, onde denuncia de forma veemente as falhas operacionais da Celpa (Companhia de Energia Elétrica do Pará) no sul do Estado.


De acordo com o parlamentar, ele próprio já reclamou diversas vezes com a concessionária, que não toma nenhuma atitude que ponha fim aos inúmeros apagões que a região sul-paraense é vitimada de maneira diária. “Tanto governos municipais como empresas que lá querem investir, crescer, gerar emprego e renda se vêem completamente amarrados de prosperar”, disse Giovanni.

A intenção do ofício, segundo o deputado paraense, é encontrar uma solução definitiva para a situação. “Lá nos municípios da região, estão todos, prefeitos, vereadores, empresários, trabalhadores e comunidades em geral, angustiados por ver o dia em que a Celpa irá regularizar a situação e oferecer um serviço de qualidade sem cortes de energia”, anotou.

O estopim para que o deputado pedetista se cansasse de procurar a empresa concessionária e denunciar formalmente a Celpa à ANEEL foi um encontro que o parlamentar teve na semana passada em seu gabinete na Câmara dos Deputados com o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, José Adelson Fernandes, também do PDT, que reclamou que as constantes falhas de energia impedem que o novo distrito industrial do município possa receber novas empresas porque a Celpa ainda não levou eletricidade até lá.

Após o envio do ofício-denúncia, o deputado Giovanni Queiroz afirmou que aguardará um posicionamento da ANEEL sobre a questão. “Vou aguardar o posicionamento da Agência para a partir daí tomar alguma iniciativa”, disse. O parlamentar acredita que dentro de três a quatro meses será o tempo necessário para que a instituição que regula as empresas concessionárias tome alguma providência. Giovanni Queiroz descartou por agora o pedido de uma audiência com o presidente da ANEEL. “Vou aguardar a apuração da denúncia e uma resposta”, finalizou.

Fonte:Assessoria de Imprensa Parlamentar 
Post de 

7 Comentários

  1. Lidiane

    25 de fevereiro de 2012 - 11:55 - 11:55
    Reply

    Olha o pessoal do bairro Novo Brasil rua da Mangueira vem sofrendo com a falta de energia no local, quase todos os dias falta energia, as vezes fica até dois dias sem, a celpa é informada do problema mais não faz nada para resolver, isso é um descaso muito grande.

  2. Ati Chaves de Vilhena

    3 de dezembro de 2011 - 23:36 - 23:36
    Reply

    CONCORDO COM O PROF. ALVES.
    CELPA: PRIMEIRA EM PUBLICIDADE, ÚLTIMA EM QUALIDADE.
    OS FUNCIONÁRIOS NÃO TEM CULPA DA PÉSSIMA GESTÃO DA DIREÇÃO DA EMPRESA.

    Ati
    Belém-PA

  3. Prof. Alves

    29 de novembro de 2010 - 20:41 - 20:41
    Reply

    É impressionante como ainda tem gente que defende a privatização da CELPA. Me diz pelo amor de Deus em que os serviços melhoraram depois dessa doação do Estado? Falar que era cabide de emprego? Hoje os serviços públicos são obrigados a fazer concursos. Deixar como estar é um absurdo. É a energia mais cara do Brasil e a de pior qualidade, isso já seria suficiente para uma intervenção.
    Duvido que alguem consiga fazer uma denúncia contra a Celpa na TV, simplesmente ela patrocina todos os telejornais do Pará. Estamos perdidos…

    Alves
    Ananindeua -PA

  4. Anonymous

    18 de novembro de 2010 - 02:31 - 2:31
    Reply

    Sou funcionário da Eletrobras e é quse certeza que as Centrais Elétricas do Pará S.A. será federalizada passando o controle acionário para nós!

  5. José Coruja da Silva

    11 de novembro de 2010 - 19:58 - 19:58
    Reply

    Reestatizar não é a solução. Vai virar de novo cabide de emprego e o serviço vai continuar uma porcaria. O que falta é moral para a agência reguladora, no caso a Aneel. Já tive problemas com duas empresas telefônicas, uma móvel e outra fixa, apelei para a Anatel foi tiro e queda! Resolveu na hora. Amigos meus também já foram beneficiados pela mesma agência quando lesados. Então, o que falta é a Anatel funcionar com a finalidade plena para a qual foi criada!

  6. Anonymous

    11 de novembro de 2010 - 13:57 - 13:57
    Reply

    Caro Hiroshi…

    a solução é simples: cumprir a Lei e reestatizar. Simples e claro como água cristalina; o que falta é coragem, especialmente ao nosso intrépido poder judiciário. Quem mora em Parauapebas, como nós, sabe que chegamos a um ponto em que, como diz o radialista Demerval Moreno, "se um cachorro urinar no pé de um poste, nós ficamos sem o abastecimento de eletricidade por horas a fio".
    Não é preciso muito, basta a Lei.

    sem mais,

    Leonidas Mendes Filho
    (Parauapebas/PA)

  7. Anonymous

    11 de novembro de 2010 - 12:31 - 12:31
    Reply

    E A COSANPA?!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *