Hiroshi Bogéa On line

Gestão em xeque

Projeção de empresário de Marabá a respeito do sucessor de Tião Miranda:

– Terá o grande desafio de consolidar o conceito de gestão fiscal em vigor desde 2002, e ampliar a infra-estrutura urbanística espalhada no município pelo atual prefeito. Se for querer usar o dinheiro para fazer filantropia, se estrepa.

Ou se afoga nas águas tocantinas.

Post de 

2 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    17 de janeiro de 2008 - 22:03 - 22:03
    Reply

    Assino embaixo. Sem comentários.

    Abs

  2. Anonymous

    17 de janeiro de 2008 - 18:34 - 18:34
    Reply

    ei bogéa, este empresário é de que planeta? Não pode ser daqui da marabá para saber o que é gestão fiscal…
    ora, o calcanhar de aquiles do Tião é justamente esse, o contato direto com a pobreza, sem isso não passa de um gerentão, que o digam asdrubal e maurino
    o Lula faz isso, o FHC fez isso, qual o problema? Esse empresário – que ainda desconfio que não é daqui, mas de alhures – , não entende de política e deve ler pela cartilha de Washington.
    O que falta ao Tião para ele se consolidar como o maior prefeito das últimas décadas é justamente a parte social, onde é falho e incompetente.
    Estado é para isso também meu chapa, ajudar a pobreza – como diz o Elio, “a choldra”.
    fui………..
    mário ribeiro
    advogado

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *