Hiroshi Bogéa On line

Frentes contra e a favor da divisão percorrem Belém

Carreata organizada em Belém pelas frentes que defendem a divisão do Pará contou com pouco  menos de cem veículos percorrendo ruas da capital, na manhã de domingo.

Líderes da divisão do Pará, entre eles,  deputados Giovanni Queiroz (PDT) e Zequinha Marinho (PSC), além do deputado estadual João Salame, comandaram o périplo pelo centro da cidade.

Incidente durante a carreta ocorreu nas proximidades da praça da República com registro de discussão acirrada entre defensores dos movimentos contra e a favor da divisão. Os insultos ficaram apenas no peso das palavras, sem maiores consequencias.

Durante percurso da carreata, as lideranças do movimento se manifestaram defendendo a criãção dos estados de Carajás e Tajaós, revezando-se nos pronunciamento  em cima de um trio elétrico.

Imagens da carreata pela divisão (Fotos ORM)

Pará Unido
Já a Frente em Defesa do Pará contra a Criação de Carajás, que vem marcando presença no interior, lançando sua campanha em diversos municípios ao longo da semana, também tem procurado intensificar sua atuação em Belém. Nesse final de semana, por exemplo, membros da Frente distribuíram adesivos, bandeiras e materiais informativos em vários pontos da cidade, repetindo um trabalho que tem sido feito, diariamente, nas ruas da capital, desde a última quinta-feira (17) e irá se estender até 10 de dezembro, véspera da consulta popular.

Sábado, eles estiveram no Ver-o-peso, nas ruas 16 de Novembro, Cesário Alvim, Bernardo Sayão, Mundurucus, Teófilo Conduru, João Paulo II e Doutor Freitas e na praça Batista Campos. Neste domingo, o grupo passou a manhã na ilha de Outeiro, promovendo o corpo a corpo junto aos moradores do Distrito.

Imagens da carreata do Não. (Fotos Assessoria de Comunicação Não)

 

 

Post de 

7 Comentários

  1. Marabaense/Paraense

    2 de dezembro de 2011 - 01:50 - 1:50
    Reply

    Concordo plenamente com as palavras do Sr. Hilton Pinto a respeito do autor do Blog, pois o mesmo tem se mantido neutro a toda esta questão, além de nos manter informados sobre vários assuntos importantes e fornecer a todos nós, este excelente espaço para que possamos dar nossa opinião.
    Parabéns pelo Blog.

    Um abraço.

  2. Evandro Jr

    22 de novembro de 2011 - 20:45 - 20:45
    Reply

    Ao analisar as fotos da campanha do sim e do não percebe-se as imagens do não estão bem mais quente, animadas e calorosas. Eu vi as duas passeatas…Ambas foram fracas.

  3. almir

    22 de novembro de 2011 - 14:25 - 14:25
    Reply

    Creio que vc. tenha razão anonimo, minha única esperança é que o povo das regiões “Sim” se conscientizem em pelo menos quase a totalidade e que haja um altíssimo índice de rejeição por parte do Não, senão infelizmente teremos que conviver com com a arrogância dos que se dizem os únicos paraenses do Pará.

  4. Anônimo

    22 de novembro de 2011 - 10:02 - 10:02
    Reply

    Almir, acho que o NÃO seria hostilizado aqui SIM, mas não é por isso que não fazem carreata aqui. Não fazem carreata aqui porque não precisam, sabem que a maioria dos eleitores está na região metropolitana de Belém, e ao meu ver, a própria campanha do NÃO ( no caso a falta dela) no Interior demonstra claramente a importância que temos para eles.

  5. almir

    22 de novembro de 2011 - 03:50 - 3:50
    Reply

    Prezado senhor, Sim, o (Sim) foi hostilizado em Belém e certamente o (Não) seria hostilizado muito mais aqui
    no sul do Pará isto caso eles tivessem coragem de fazer uma carreata de verdade por aqui (o que espero que ocorra), vejo esta matéria da Folha de São Paulo de forma preocupante pois só vejo matérias no referido jornal tendenciosas para o lado do (Não),. Como os Maioranas também são contrários a divisão logo coloco em questionamento o resultado da pesquisa que ambos fizeram em conjunto, veja bem não estou questionado sua imparcialidade, mas sim da fonte de onde vem se inspirando para divulgar o andar da carruagem do plebiscito .

    Grato pelo espaço.

  6. Hilton Pinto

    21 de novembro de 2011 - 15:51 - 15:51
    Reply

    Sr. Hiroshi Bogéa

    Sou um internauta assíduo do seu Blog e quero parabenizá-lo pela forma correta como o Sr. vem conduzindo as notícias e comentários a respeito deste importante e histórico momento que está passando o Estado do Pará, inclusive dando espaços para todas as frentes do “SIM” e do “NÃO” colocando o tema em um importante debate histórico e exigindo respeito mútuo. Parabéns mais uma vez e o seu blog está sendo para mim um rico instrumento de informações e esclarecimento do importante tema que é o Plebiscito sobre a Divisão do Estado do Pará.

    • Hiroshi Bogéa

      21 de novembro de 2011 - 16:12 - 16:12
      Reply

      Hilton Pinto, agradeço de coração seu amável comentário. Essa é a função de quem se propõe a informar. Esteja certo de que estarei sempre procurando honrar a confiança de todos vocês, aqui no blog. Abraços, parceiro.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *