Frente contra Carajás promove feijoada do “Não”

Publicado em 16 de outubro de 2011

 

A Frente em Defesa do Pará contra a criação do Estado de Carajás promoveu, na tarde de sábado (15), na Assembleia Paraense, a “Feijoada do Não e Não”, com objetivo de arrecadar dinheiro para a campanha do plebiscito. Cerca de mil e quinhentas pessoas estiveram presentes (foto) no evento, entre elas o deputado federal Zenaldo Coutinho, presidente da Frente, Sérgio Bitar, presidente da Associação Comercial do Pará e vice-presidente do movimento, Eduardo Costa, presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon) e diretor da Frente, os deputados estaduais Celso Sabino e Eliel Faustino, da Frente contra a criação de Tapajós, os vereadores de Belém Abel Loureiro e Alfredo Costa, o secretário Sidney Rosa e a prefeita de São Miguel do Guamá, Márcia Cavalcante. O valor arrecadado com a venda dos ingressos será destinado à produção de material gráfico da campanha publicitária.

Em seu pronunciamento, Zenaldo questionou quem teria elaborado o mapa da divisão, que deixa 64% da população paraense em apenas 17% do território. “Eles erraram até na dose”, declarou o parlamentar. “E quando eles criaram uma frente chamada ‘Por um Pará mais forte’, foi provocação. Porque eles não queriam nem que a gente votasse”, completou.

Sérgio Bitar enfatizou que a finalidade do evento é continuar a luta em defesa do Pará. “Essa campanha não é barata. Nós estamos fazendo a nossa parte com seriedade, dentro dos critérios da lei”, destacou. Para Celso Sabino, é preciso intensificar os trabalhos contra a divisão. “Tão importante quando levar informação para quem não tem, é fazer com que a pessoa vote no dia do plebiscito. Para isso, a gente precisa de bastante material de campanha e um programa de televisão digno”, disse.

De acordo com o presidente do Corecon e diretor da Frente contra a Criação de Carajás, Eduardo Costa, a separação não irá melhorar a vida da população paraense. “Pelo contrário. O gasto com a máquina pública inviabiliza a administração nesses três Estado. Essa é uma eleição atípica. O nosso candidato é o Estado do Pará”, enfatizou.

A Frente em Defesa do Pará contra a criação de Carajás tem intensificado sua luta contra a divisão, inclusive no interior do Estado, marcando presença em diversos municípios, entre eles Castanhal, Capanema, Abaetetuba e São Miguel do Guamá. Está confirmado ainda o lançamento da campanha em Santa Maria do Pará, no dia 02 de novembro, e em Igarapé Açu, no dia 03. No dia 30 de outubro, a Frente realizará uma grande carreata em Belém, com concentração marcada para às 8h30, em frente a Escola Superior de Educação Física, na avenida João Paulo II.

 

Assessoria de Imprensa da Frente em Defesa do Pará contra a Criação do Estado de Carajás

 

Nota do Blog: o espaço está à disposição das assessorias de imprensa das Frentes envolvidas na disputa pela criação e contrárias à divisão do Estado.  Quanto mais informação à população do Pará receber nesse período, melhor  posicionará seu voto no dia do Plebiscito.