Hiroshi Bogéa On line

Forças conspiram contra a Alpa

 

Saiu no  Correio do Tocantins:

 

Liderados por Jorge Gerdau, os grandes industriais representados  pelo Instituto Aço Brasil (IAB) querem uma reunião urgente com a presidente Dilma Roussef para falar de temas que, na visão deles, ameaçam a competitividade do setor no País. Um dos problemas diz respeito ao tipo de estímulo dado pelo governo à Vale para montar siderúrgicas no País, entre elas a ALPA (Aços Laminados do Pará), em Marabá. A entidade identifica viés político nesse tipo de projeto, visto como sem bases mercadológicas e econômicas.

 

Trocando em miúdos, Gerdau e o cartel comandado por ele no Brasil, dirão à presidenta que a Vale, com seus projetos siderúrgicos em Marabá e no Ceará (Pecem), colocará mais aço no mercado, contribuindo, assim, com a queda dos preços do produto no mundo.

Para Gerdau e Cia,  o “mercado” deve continuar sendo controlado por eles. E pronto.

O risco é que Dilma Roussef escolheu exatamente Jorge Gerdau para ser um de seus conselheiros  no governo.

Para bom entendedor, há riscos no ar, sérios riscos da Alpa ficar mais travada ainda do que está.

Post de 

7 Comentários

  1. Luis Sergio Anders Cavalcante

    28 de julho de 2011 - 16:26 - 16:26
    Reply

    Cadê a ACIM e os Deputados, tanto estaduais quanto federais, que caladinhos se mantém ? Em 28.07.11, Marabá-PA.

    • Hiroshi Bogéa

      28 de julho de 2011 - 17:06 - 17:06
      Reply

      Luís, acho que você não leu a manifestação do Ítalo Ipojucan, presidente da Acim, em comentário neste post. A Associação está, sim, tomando providências, fazendo pressões junto a classe política. O próprio post foi escrito por provocação do Ítalo, que me repassou o problema. Abs

  2. Marcos Peixoto

    27 de julho de 2011 - 15:04 - 15:04
    Reply

    Queria saber se o salário do deputado federal está sendo repassado para o seu suplente ou ele recebe dois salários; o de secretário e deputado federal ??

  3. anônimo

    27 de julho de 2011 - 11:33 - 11:33
    Reply

    Marabá não tem mais Dep. Federal para nos representar em Brasília. Muito bonito né seu Adrusbal Bentes, e agora como é que fica???

  4. anônimo

    27 de julho de 2011 - 10:13 - 10:13
    Reply

    Mas a região separatista não estava abandonada? todas essas medidas de contenção de obras e despesas, demonstra claramente que não era e nem é bem assim. Para que serve mesmo um Deputado? um Senador? se houver, de fato, empenho desses políticos tudo pode ser revertido para que o Pará continue crescendo como um todo.

  5. Gilvandro Oliveira

    27 de julho de 2011 - 09:51 - 9:51
    Reply

    Hiroshi,

    Acho que vai prevalecer os conselhos de Gerdau e Cia… Neste momento de divisão do Pará, não podemos contar com a força política de nossos Deputados, eles estão preocupados em defenderem os seus mandatos seja em qualquer um dos Estados caso ocorra mesmo a divisão.

    Portanto, a conspiração vai acontecer de uma forma muito forte, e com certeza a Alpa ficará para depois, até porque, também não se pode contar com o apoio do Governo Jatene.

  6. ALberto Lima

    27 de julho de 2011 - 09:13 - 9:13
    Reply

    Mas isso nossos políticos não se preocupam, não protestam, não negociam e não se empenham em reverter a situação.

    Agora, pra dividir o Pará…!!??

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *