Força da mulher

Publicado em 18 de setembro de 2007

Edilza Fontes provou quem realmente manda. Não deixou nem a galera degustar a leitura da Nota de Esclarecimento redigida pela coordenação do sudeste da Democracia Socialista que desautoriza qualquer ligação do professor Dionísio Gonçalves com o Partido dos Trabalhadores. Só para reavivar, a nota enviada ao blogger diz o seguinte:
A Democracia Socialista, corrente interna do Partido dos Trabalhadores, através de sua Coordenação em Marabá, tendo em vista a notícia veiculada na coluna do jornalista Hiroshi Bogéa, em o Diário do Pará, do dia 11 de setembro de 2007, esclarece aos seus militantes e população em geral, que o professor Dionísio Gonçalves não é filiado ao Partido dos Trabalhadores em Marabá, não integra a corrente Democracia Socialista, tampouco recebe apoio desta corrente a eventual candidatura a vereador em 2008, no município de Marabá.

Pois bem, 72 horas depois, Charles Alcântara, desembarcou em Marabá para cumprir itens de extensa agenda, entre eles, abonar a filiação do professor. Em seu discurso de saudação ao novo membro da DS, o chefe da Casa Civil fez questão de cunhar a seguinte frase: -“Andaram divulgando que o Dionísio não é do PT, mas agora ele é do partido para a nossa satisfação”.
É do PT e será candidato a vereador, para constrangimento completo da direção municipal da DS.