Fora dos trilhos

A paralisação das obras da Ferrovia Norte-Sul é eminente. A Construtora Odebrecht começou a demitir operários que trabalham no trecho Guaraí- Miracema do Norte, no Tocantins. Ao todo, já rescindiu contratos de 180 trabalhadores.

Até agora a construtora não explicou as razoes das demissões.