Hiroshi Bogéa On line

Finalmente, Transam sofre intervenção

 

 

A rodovia Transamazônica, entre Marabá e o rio Araguaia, é um trecho de perigosa transposição. O crescente surgimento de imensas crateras em seu leito está se transformando num imenso perigo.

A boa notícia é que a construtora Delta espalhou maquinários e trabalhadores em alguns pontos, recuperando a pavimentação.

Inclusive o famoso trecho de 16 quilômetros, entre o acesso à sede do município de Palestina até o Araguaia, sofre intervenção.

Mas apenas de caráter de terraplenagem, sem nenhuma perspectiva de pavimentação.

O poster percorreu a rodovia, nas últimas 48 horas, registrando algumas imagens de sua condição precária.

Fotos a seguir comprovam a dimensão dos buracos e a presença da Delta, recuperando a pavimentação.

 

 

 

 

 

 

Post de 

4 Comentários

  1. Gilberto leite

    12 de agosto de 2011 - 11:23 - 11:23
    Reply

    Amigo Hiroshi, parabens pela iniciativa de acompanhar essas obras paralisadas há tanto tempo, e que, de alguma forma, nos deixa felizes apenas pelo inicio dos tapas buracos na Rodovia. É um sinal de que a crise no DNIT, por enquanto, não afetou os trabalhos -, principalmente nessas duas rodovias federais. Sugiro a voce fazer o mesmo na PA 150, para ver como andamos por lá. Abs Gilberto Leite

    • Hiroshi Bogéa

      12 de agosto de 2011 - 11:34 - 11:34
      Reply

      Giba, na quarta-feira pegarei a Pa-150. Farei a mesma cobertura. Aguarde.

  2. Rodrigo

    11 de agosto de 2011 - 23:24 - 23:24
    Reply

    ate que emfim estão recuperando um trecho está muito ruim!a mimha vinda aqui e seguinte o que ta acontecendo na camara mesmo a vereadora elka ta afastada ou não a promotora e o desembargador afastaram ela e por q o suplente ainda não assumio!!!

  3. Joao Messias

    11 de agosto de 2011 - 17:14 - 17:14
    Reply

    Hiroshi,
    Eu nao entendo o cronograma de execução de um simples tapa buraco ou conservação de uma pista tão curta como esta e que aí não trafega caminhoes com minerios para deteriorarem mais ainda.
    Considero um dos piores trechos. Passo por lá uma vez na semana e não quero entender.
    Agora uma pergunta, caro Hiroshi:

    Por que a area de faixa de dominio que recebe recursos do ministerio dos transporte para conservação da citada faixa não limpa toda esta area evitando assim queimadas a beira da pista?
    Sabia que existe um recurso para o DNIT roçar da pista até os 40m de faixa de dominio de um lado e de outro?

    Cade esta grana? Eles passam apenas aquela maquina que parece uma roçadeira que pega no maximo 1,50m.

    É roubo demais ate onde a gente não sabe.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *