Hiroshi Bogéa On line

Finalmente, Marabá ganha Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva de Aquicultura

 

 

Aos 100 anos de existência, finalmente o município de Marabá  ganhou ferramenta jurídica para utilizar recursos na promoção de ações de apoio e incentivo à cadeia produtiva.

Trata-se da Lei  17.579/13, sancionada pelo prefeito João Salame, que teve aprovação unânime na Câmara Municipal, autorizando o poder executivo a criar o Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Aquicultura Familiar.

O instrumento jurídico foi trabalhado nos primeiros três meses da gestão do secretário Jorge Bichara, da Agricultura.

“A aprovação dessa lei, explica Bichara, recebeu apoio integral dos nossos vereadores. Só para se ter ideia de como a proposta envolveu todo o Legislativo, alguns vereadores encontravam-se ausente da cidade, mas  fizeram todo um esforço para retornar a tempo de participar da votação. Quem não conseguiu chegar no dia da sessão, telefonou hipotecando apoio.  Esse mérito, ninguém pode tirar da Câmara Municipal de Marabá”, enfatiza  o secretário de Agricultura.

O Programa Municipal de Desenvolvimento  da Cadeia Produtiva da Aquicultura Familiar  promoverá  ações de apoio e incentivo à piscicultura. “Queremos aumentar a produção e agregar renda às famílias, mediante a projetos específicos”, conta Jorge.

Os beneficiários do programa deverão ser produtores proprietários ou arrendatários, assentamentos, pescadores e aldeias indígenas, localizadas em Marabá.  Cada produtor terá direito a 250 horas de máquinas, sendo utilizado equipamento da prefeitura para a construção e adequação dos tanques.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *