Hiroshi Bogéa On line

Ficamos sem o "Serjão"

Ausente de Marabá, retornando nesta madrugada, agora por volta do meio-dia, depois de merecida dormida, o poster tomou conhecimento da morte de Sérgio Lemos, pessoa com quem amarrávamos, vez por outra, proveitosas conversas sobre o dia a dia da cidade.
Pernambucano da bela Olinda, Sérgio aportou às margens do Tocantins transferido para a agência do Banco do Brasil de Marabá. Em pouco tempo, com seu estilo calmo e jeitão de pacificador, não demorou a esticar seus laços de amizade. Fez muitas, talvez centenas.

Era fácil se enturmar com Serjão, carinhosamente chamado por alguns.

Bem informado, maravilhoso pai de família, preocupado com as questões sociais, tanto que atuou como parceiro da APAE a foi um dos responsáveis pela Fundação Santa Rosa, entidade dedicada a cuidar de meninos de rua, Sérgio tem sua assinatura também na edificação da Associação Atlética Banco do Brasil, num período em que a sociedade de Marabá não possuía qualquer tipo de área de lazer e entretenimento.

Aliás, até hoje, a sede campestre da AABB é o único artigo de luxo com o qual as famílias locais podem contar para as diversões em finais de semana.

Sérgio assumiu também a função de liderança empresarial ao ser eleito presidente da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá), no inicio do ano 2000.

Vítima de câncer no pâncreas, Serjão nos deixou na manhã de quarta-feira, 4.

O blog registra o infortúnio carregado de lamento diante do fato de que a cidade perde maravilhosa figura humana, solidarizando-se com a Liana – companheira de todas as horas de Sérgio -, e os filhos Dennys, Cláudio e Fábio.

Post de 

7 Comentários

  1. JOÃO LADEIRA JR

    9 de novembro de 2009 - 23:10 - 23:10
    Reply

    Pessoas como o Sergio, ficamos nuito triste de perder mas nos consternamos pelo GRANDE legado deixado em todos os lugares em que ele passou (AABB, ACIM, APAE), devemos homenagear constatemente pessoas como o Sergio, integro, honrado, parceiro e amigo, que nossa sociedade marabaense saiba reconhecer.

    João Ladeira Jr

  2. João Salame

    9 de novembro de 2009 - 03:23 - 3:23
    Reply

    Também me encontrava longe de Marabá e senti muito a perda de Sérgio. Grande figura humana, com grandes contribuições ao desenvolvimento da sociedade marabaense. Quando voltar à nossa cidade farei uma visita a Liana. Na Alepa vou registrar essa perda. Todos estamos tristes.

    João Salame

  3. Anonymous

    9 de novembro de 2009 - 02:54 - 2:54
    Reply

    Obrigado Roberto e Val-Andre.
    Sou suspeito pra falar, mas meu pai foi um dos mais integros homens que conheci.
    Guardaremos boas lembrancas e todos os ensinamentos.

    Dennys Rocha Nunes

  4. roberto ruas

    8 de novembro de 2009 - 23:43 - 23:43
    Reply

    PELA RETIDAO DE CARATÉR,PELA FIGURA HUMANA QUE TAO BEM DESCREVEU SEU FILHO NO POST ANTERIOR, NOSSOS VOTOS DE SOLIDARIEDADE A FAMILIA,ABRAÇOS FRATERNOS,JESUS HAVERÁ DE CUIDAR BEM DOS SEUS FILHOS MERECEDORES.

  5. Val-André Mutran

    8 de novembro de 2009 - 14:07 - 14:07
    Reply

    Pessoa maravilhosa o Serjão.
    Vá com Deus amigo.
    Minhas condolências à família.

  6. Anonymous

    8 de novembro de 2009 - 03:13 - 3:13
    Reply

    E Hiroshi o nosso guerreiro descanssou.
    Mas o seu legado ficou.
    Pai, amigo pra todas as horas,esposo dedicado, avo amoroso, homem serio, justo, de carter indiscutivel.
    As palavras me faltam pra descrever o que este que com muito orgulho e meu pai.
    A dor e imenssa, mas e confortante olhar pra traz e relembrar com alegria os indescritiveis momentos que ele nos proporcionou, de companheirismo, de amor, de coragem, de fe.
    Sentimos uma dor absurda, da saudade que ele deixou, mas nos conformamos por que ele nos mostrou o verdadeiro sentido da vida.
    Sua missao foi cumprida, brilhantemente, e Deus o levou do nosso convivio, pois como nosso amigo Pedro Lopes disse, Deus estava precisando de anjos guerreiros para reforcar seu exercito.
    Aproveito para agradecer todo o apoio e homenagens a ele destinadas.
    O papai continuara muito vivo em nossos coracoes.
    Um abraco Hiroshi

    Dennys Rocha Nunes em nome dos seus familiares.

    Teclo via celular, por isso os acentos não aparecem.

  7. Anonymous

    7 de novembro de 2009 - 21:36 - 21:36
    Reply

    faltou um filho… O Sérginho

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *