Ferrovia no Mato Grosso: paraenses condenam omissão de deputados e senadores

A atual bancada paraense, formada por 17 deputados federais e três senadores, está sendo responsabilizada, nas redes sociais e fora delas, pela perda de 4 bilhões de reais a serem destinados, pela Vale, ao Estado do Mato Grosso, para a construção de uma ferrovia de 400 km ligando aquele estado ao Goiás – e também uma ferrovia em São Paulo, a Ferroanel.

O investimento é resultante da renovação da concessão por mais trinta anos  para a empresa Vale da ferrovia que sai de Carajás, no Pará, para o Porto de Itaqui, no Maranhão.

O governo  de Michel Temer, deputado federal eleito por São Paulo, quer que a Vale viabilize a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico) e outra no estado natal do presidente.

Posts de variados gostos  e cores publicados no Facebook e Twitter condenam a apatia dos representanes paraenses.

“Somente agora, depois do leite derramado, senadores e alguns deputados federais fazem discursos condenando a medida do governo e da Vale. Uma vergonha!”, diz post assinado por José Marion Silva, no seu perfil do FB.

Aqui no blog, leitores também criticam a bancada.

Abaixo, alguns comentários printados: