Feito peru tonto

Publicado em 18 de outubro de 2010

No dia do jogo do Paysandu contra o Salgueiro, em plena manhã de domingo, ao ler entrevista do presidente  Luiz Omar Pinheiro falando dos planos para o clube, em 2011, como se o time já tivesse superado o segundo jogo no qual seria derrotado minutos depois pelos pernambucanos, em pleno estádio da Curuzu, a passagem de um trecho da entrevista me chamou a atenção.

Quando LOP prevê uma folha de pagamento em torno de R$ 750 mil em contratações de jogadores mais bem qualificados, buscando elevar o time à Série A, fiz  comentário a um amigo, também alvi-azul:

         – O presidente acaba de  matar parte da autoestima  da equipe que vai disputar o jogo da classificação.

Também o  “clima” desenhado durante toda a semana por grande parte da imprensa especializada de Belém, deve ter contaminado o ar.

Quem lia os jornais ou noticiários de rádio e TV, tinha a breve sensação de que o segundo jogo já estava decidido favoravelmente ao Papão.

—————-

atualização às 23:07

Enquanto a torcida do Paysandu chora a derrota, o governador de Pernambuco comemora o feito do Salgueiro.

Eduardo Campos  anunciou as primeiras providências para fortalecer  o time do interior: a ampliação do estádio  “Salgueirão”.

Leia aqui também.