Hiroshi Bogéa On line

Fecha o caixão

Semana passada, ao permanecer dois dias em Parauapebas, o poster ficou sabendo que o Banco do Povo – vendido aos quatro cantos na eleição de 2004 -, faliu.

Melhor esclarecendo: igual Conceição, ninguém sabe, ninguém viu.

Lá pela sede da “instituição”, atualmente, aparecem apenas os funcionários. Para nada fazerem.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *