Hiroshi Bogéa On line

Fecam conta com oficinas e atrações culturais

 

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), realiza no período de 21 a 28 de setembro, o Festival da Canção de Marabá 2013. Em sua 16ª edição, o festival tem como objetivo premiar cantores e compositores através de um concurso, além de também presentear o público marabaense com grandes nomes da música regional e nacional.

O Festival inicia na noite de sábado (21) às 21 horas na Praça São Felix de Valois, com Yamandu Costa e Renato Borghetti. A primeira noite do Festival também vai contar com a participação de roda de samba com Zé Luiz do Império Serrano e Makley Matos (RJ), Cleiton Essencial e Sempre Assim (MAB).

No domingo (22), a partir das 20 horas na Praça Z-30 Orla do Tocantins, o cantor Milton Nascimento encanta o público. Na segunda noite do Festival haverá o início da Oficina de Percussão na Praça São Felix de Valois e Chorinho na Praça Duque de Caxias com grupo de Marabá e Henry Lentino Quarteto.

A terceira noite do Festival, na segunda-feira (23) a partir das 20 horas na Praça São Felix de Valois, o artista Jards Macalé comanda o palco, que também contará com um show e bate-papo mediado por João Pimentel, com abertura de Zequinha e Elvis, ambos de Marabá.

O Trio Manari comanda as atividades musicais no palco da Praça São Felix de Valois, na terça-feira (24) a partir das 21 horas.

Na quarta-feira (25) Sebastião Tapajós canta no palco da Praça São Felix de Valois, a partir das 20 horas.

A sexta noite do Festival conta com a participação de 5 A Seco, na quinta-feira (26) às 20 horas na Praça Z-30 Orla do Tocantins, e uma abertura com a apresentação de alunos das Oficinas sob direção de Ney Conceição iniciará a noite.

Sexta- feira (27), a partir das 20 horas na Praça Z-30 Orla do Tocantins haverá a apresentação de Celso Viáfora, Quinteto Branco e Preto e Trio Manari, além da segunda classificatória do Festival.

A última noite do Festival, no sábado (28) se encerra com a apresentação do grupo O Teatro Mágico, a partir das 20 horas na Praça Z-30 Orla do Tocantins. No sábado, haverá também a final do Festival e anúncio dos vencedores.

O Fecam dedica espaços especiais também para a exibição de documentários e oficinas de canto e instrumentos musicais. Nos dias 23 e 24 (segunda e terça-feira) os documentários “Um Morcego na Porta Principal” e “Raul: O início, o fim e o meio” serão exibidos na Toca do Manduquinha, a partir das 19 horas. As oficinas de bateria, voz, contrabaixo, trompete, saxofone, percussão e produção de instrumentos serão ministradas por profissionais reconhecidos no meio cultural como Cristiano Galvão, Nuno Neto, Ney Conceição, José Arimateia, Zé Canuto e Trio Manari.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *