Faxina

Publicado em 19 de dezembro de 2006

Quando assumir em 1º de janeiro a presidência da Câmara de Marabá, vereador Miguelito Gomes (PP) tomará medidas duras para reduzir despesas. De cara, demitirá 25 servidores.
Somente na portaria existem lotados dezenove. Todos juntos em um mesmo horário não cabem na área de recepção do prédio do legislativo. Confusão à vista com o atual presidente Maurino Magalhães e seu futuro vice, vereador Leodato Marques, padrinhos dos contratados.