Fantasmas

Publicado em 19 de novembro de 2006

A bagunça está instalada nos órgãos estaduais localizados nos municípios do Sul do Pará. Contribuintes não conseguem mais resolver suas pendências, obras públicas paralisadas e o registro de ações predatórias em muitas repartições. O salve-se quem puder é tão explícito que a impressão é de que, vinte dias depois da eleição, a derrota tucana somente agora foi assimilada pelos integrantes do atual governo. A ficha caiu criando clima de pânico e forçando-os a agir com pressa na cobertura de irregularidades.
É um sai e entra em gabinetes de gente de confiança dos principais servidores, trabalho exclusivamente interno até tarde da noite, cansativas tarefas de fotocópias de documentos e demoradas reuniões a portas fechadas.
O rescaldo dessa operação é imprevisível. É provável que Ana Júlia receba o Estado com muitos setores sucateados.