Hiroshi Bogéa On line

Falta DMTU e Guarda Municipal na praça São Félix

 

 

A Toca do Manduquinha, nessa segunda-feira, 6,  viveu noite memorável, com a apresentação  dos grupos “Rock Nature” e  “Pirucaba Jazz”, seguindo a programação de primeiríssima qualidade elaborada pelo Cláudio Feitosa, e sua equipe da Secretaria de Cultura de Marabá.

O que destoou, foi a ausência de agentes do DMTU e da Guarda Municipal que, mais uma vez, estiveram ausentes de um evento patrocinado pela prefeitura.

Localizado na praça São Félix,  a Toca do Manduquinha vem conquistando a audiência da população, graças  ao bom gosto dos artistas escalados, e esse aumento de fluxo tem levado muita gente ao local. Como parte da praça, na sequência da avenida da orla, foi desobstruída, muitos motoristas, graciosamente, estão colocando seus carros em cima do logradouro, bem próximo a Toca do Manduquinha, tirando  a segurança de pais de família que para ali se deslocam, com seus filhos, em busca de lazer e entretenimento.

Ontem, como exemplo, não havia um guarda do DMTU ou da GM, para evitar o estacionamento de veículos sobre a praça.

Aliás, os servidores municipais da área de segurança, também não apareceram semana passada.

Post de 

8 Comentários

  1. Agente de segurança

    10 de maio de 2013 - 22:23 - 22:23
    Reply

    Parabéns ao senhor coronel Fernando que vem tentando realinhar os reais objetivos pertinentes ao mister da guarda municipal em Marabá. Como agente de segurança publica que sou, tenho percebido melhoras significativas quanto ao compartilhamento das responsabilidades acerca da proteção da sociedade maranhense e seu patrimônio. Há de ser observado o efetivo diminuto não só da guarda municipal mas de todas as forças que atuam neste município. Parabéns à guarda e ao senhor coronel, pois somente quem atua neste seguimento possui a completa sensibilidade de entender compreender e justificar nossas ações e necessidades operacionais. A sensação de insegurança experimentado pela sociedade maranhense não está relacionada à Guarda Municipal, pelo contrario, pois antes dela algo muitíssimo pior acometia a cidade. Hoje pelo menos temos a quem recorrer e a quem lembrar.

  2. Márcio Fernando Barros

    8 de maio de 2013 - 13:42 - 13:42
    Reply

    Com relação ao HMM / HMI, temos um efetivo de agentes patrimoniais que atendem, dentro das funções delegadas a eles, no horário de 19 às 07h. Isso fez parte de um acordo realizado com a gestão dos hospitais, em reunião há alguns dias atrás, assim como no Terminal do KM 06. Temos algumas questões jurídicas e que precisam ser previstas em Lei, para atuarmos após as 22h e que estamos resolvendo com o Sr. Prefeito e Sr. Secretário de Segurança, para ajustarmos nossa atuação. Volto a frisar que nossa missão é servir e proteger a sociedade marabaense e isso estamos fazendo. Se há algo a ser corrigido, com certeza iremos fazer. Estamos somente há 2 meses a frente da Instituição, muito há por fazer e muitas falhas foram encontradas, podemos dizer que estamos trabalhando para prestarmos um excelente serviço à coletividade. Obrigado e estamos à disposição na sede da Guarda Municipal, no Ginásio da Fl 16.

  3. Márcio Fernando Barros

    8 de maio de 2013 - 13:33 - 13:33
    Reply

    Caro Hiroshi, vou verificar isso. Nos dias em que fui à Toca do Manduquinha constatei a presença da Guarda, porém verificarei sim quanto a fiscalizar melhor. Obrigado pela boa observação, meu amigo.

  4. Márcio Fernando Barros

    8 de maio de 2013 - 10:01 - 10:01
    Reply

    Caro Hiroshi, não sei se V.Sa. tem conhecimento, o Secretário Cláudio Feitosa fez o pedido direto a mim para que tivesse patrulhamento da Guarda Municipal na Praça São Félix nos dias de evento. Escalamos sempre uma viatura com 3 integrantes bem como as rondas de motocicletas, tendo inclusive o Sr. Beto, proprietário da Toca do Manduquinha, dado todo apoio logistico. Fico surpreso com vossa afirmação, quero também comentar que temos a Ronda Escolar, projeto de nossa gestão e que fora pensado durante o planejamento participativo ainda na transição, que é de levar segurança às escolas e creches municipais de Marabá, o que está sendo muito bem aceito pela comunidade escolar (Diretores, pais, professores, funcionários e alunos), além do próprio Secretário de Educação, Prof. Bressan. Reitero minha admiração por vosso trabalho e qualquer eventualidade, estamos á disposição para servir e proteger a sociedade marabaense. Atenciosamente, Márcio Fernando Barros – Tenente Coronel PM, Superintendente Geral da Guarda Municipal de Marabá

    • Hiroshi Bogéa

      8 de maio de 2013 - 10:21 - 10:21
      Reply

      Prezado Márcio Fernando Barros, eu, pessoalmente, constatei a falta de fiscalização na praça São Félix, na segunda-feira. Fui até lá acompanhar a excelente programação da Toca do Manduquinha. Cheguei, inclusive, a me irritar com o motorista de um dos veículos que tentavam estacionar sobre a praça, colocando em risco a segurança de familiares. Por todo o entorno da orla, não havia um agente da GM, nem do DMTU. Ou, como gostavam de dizer, os antigos: não havia “uma viva alma”. O ideal seria a direção da Guarda Municipal acompanhar de perto, à noite, essas escalas, para não ficar surpreso quando o blog registrar a falta de atuação do órgão.

  5. Func.HMM

    8 de maio de 2013 - 08:59 - 8:59
    Reply

    A função principal da guarda é zelar e resguardar o patrimônio público,o policiamento ostencivo fica a cargo da policia militar.
    Na praça da criança realmente não se ver nenhum guarda fazendo ronda pelo menos até as 00:00,e agora para piorar eles não ficam mais a noite no HMM que antes ficavam até as 22:00 o que é errado teriam que ficar 24 horas,teve guarda que chegou a dizer que não fez concurso para trabalhar em hospital,se eles não querem preservar o patrimônio público então pra quer a existência dessa guarda?

  6. Plinio Pinheiro Neto

    7 de maio de 2013 - 17:18 - 17:18
    Reply

    Caro Hiroshy.

    É necessário reconduzir a Guarda Municipal aos trilhos da sua função constitucional. Não sei o que fazem os guardas flanando para cima e para baixo na Av.Antonio Maia, quando os próprios municipais estão sendo depredados, os visitantes dos cemitérios estão sendo assaltados, os bandidos atacam na porta das escolas e as invadem e depredam e as praças, principalmente a da Criança são exemplo maior de insegurança. O Prefeito tem mil coisas para arrumar e o tempo corre contra ele e nem seria possível que ele tivesse que consertar tudo sozinho, pois para isso tem secretários.

  7. Jorge Antony F. Siqueira

    7 de maio de 2013 - 11:29 - 11:29
    Reply

    Caro Hiroshi, a revitalização da Toca do Manduquinha é golaço do Sr. Claudio Feitosa. Em havendo segurança passarei a frequentar. 07.05.13, Mba.-PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *